Seja Bem Vindo ao Maior Portal de Estudos do Preterismo Completo do Brasil Para a Glória de Deus!

Postados até aqui...

Loading...

Translate

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O Julgamento de satanás a antiga serpente

                                                
                                       
Por Erivelto Soares   
                                  
Apocalipse 20:10 “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.”


Estamos diante de um assunto muito importante que visa provar categoricamente que satanás não tem autonomia de nada existente nessa terra. Satanás, o diabo; perdeu o seu trono, o seu domínio e toda a sua autoridade. Para que se entenda isso na integra, é necessário que o Espírito Santo nos abra o entendimento, pois se não fora dessa forma vamos sair daqui sem entender nada, dizendo que é heresia e desvalidando a verdade das Escrituras. Vejam bem as palavras do Ap. Paulo quando se tratava das verdades do Senhor Jesus: 
I Coríntios 2:4-5 “A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus”. Por tanto, antes de qualquer conclusão sobre o assunto que você possa tomar, eu quero dizer-vos que me utilizarei desse método. 
O capítulo 20 do livro de Apocalipse fala do Juízo final, o grande Julgamento de Deus. Esse julgamento como já estudamos foi efetuado em 70 d.C, com a queda do Templo de Jerusalém. Quando Deus se utilizou da espada do Grande General Romano Tito contra os Judeus, naquele instante na esfera ESPIRITUAL, não podendo ser visto a olhos nus. Houve: 
- A implantação do reino de Deus.
- A Ressurreição dos Mortos.
- O Senhor Jesus veio nas nuvens.
- Novos seus e nova terra passaram a existir. (Um novo Ayon)
- A Morte foi destruída. (Hades)
- E Satanás foi Julgado! 

Você deve estar se perguntando: ”Pastor, eu pensei que tudo isso fosse acontecer ainda! Eu pensei que tudo isso fosse ocorrer em 2012!” 
Porque não vai acontecer? Por que esses eventos marcaram o fim do Pacto Judaico, para o estabelecimento do Pacto gentílico. A nova ordem mundial, onde Deus deixou de ser o Deus restrito a Israel para ser o Rei das Nações. 
Observem que o Senhor Jesus disse: Lucas 21:5-7 “E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse: Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada. E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer?” 
Então o Senhor Continua e responde: Verso 8 ou 11 “Disse então ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles. E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo. então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu”
No verso 20 declara: “Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação.” Vejam também os versos 27-28 “E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória. Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.” 

O Senhor Jesus se referiu o fim de todas as cousas sobre o que? As ruínas de Jerusalém. Especificamente do templo. A grande tribulação que as pessoas esperam acontecer nessa geração ou na futura foi vista há quase 2000 mil anos atrás em Jerusalém. O livro de Apocalipse fala do mesmo evento! Vejam que o templo ainda estava de pé quando ele foi inscrito por João.
Apocalipse 11:1-2 “E FOI-ME dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram. E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses.” (Os três anos e meio que marcou a grande tribulação em Jerusalém.) o Livro foi inscrito entre 64-68 d.C Dois anos depois do livro ser inscrito, então ocorreram os eventos prescritos, por isso você encontra várias passagens dizendo; Cedo venho sem demora, o fim está próximo, Es que estou a porta e bato... 
Ex: Apocalipse 1:3 “Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” 

Muito bem, vamos à questão principal. Antes da primeira vinda do Senhor Jesus, antes do verbo se fazer carne, até a sua morte de Cruz, satanás era o príncipe deste mundo. Entrava com mais sete, acusava os filhos de Deus, foi assim que ele agiu contra Jó, possuía pessoas causando muitos danos. (Os dois endemoniado na província dos Gadarenos prova isso Mateus 8:28-34) 
Mateus 4:8-9 “Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.” 
Quando o Senhor Jesus vai ser crucificado, Ele anuncia: João 12:31 “Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo.” 
Ao ser crucificado na cruz, o Senhor Jesus torna Satanás Inoperante! 

Hebreus 2:14 “E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;” 
Kartageõ que significa; tornar Inativo. A mote do Senhor Jesus na Cruz o tornou sem atividade alguma até um momento que lhe foi proposto. 

Apocalipse 20:1-3
E VI descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo.” 
Vejam; satanás uma vez que estava inativo pela Cruz, um dia deveria ser Solto. Quando isso aconteceria? No período da Grande Tribulação onde ele também seria julgado. 

Judas 6 “E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; 

II Pedro 2:4 “Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo;” 

É importante registrar que a Igreja do Primeiro século não ficou marcada apenas pelos milagres realizados pelos apóstolos, pelo seu crescimento e comunhão não, a igreja do Primeiro século foi marcada pela grande apostasia jamais vista na História! Nem mesmo o cristianismo presente poderá se igualar naquela época. O Ap. Paulo admoestou a Igreja de Corinto “Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras. II Coríntios 11:13-15 
Antes mesmo disso o Senhor Jesus já tinha dito “Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” Mateus 24:5, 24
Temos também registro de possessões demoníacas nesse período: Atos 19:13-17 e Atos 16:16-19 

Em I João Cap. 4, o Ap. João declarou “AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.” I João 4:1-3 

A grande apostasia que marcou o I Século da era Cristã foi exatamente o momento em que satanás foi Solto, voltou a enganar! No determinado tempo dos três anos e meio da Grande Tribulação e então veio o seu fim. 
Apocalipse 20:7-10 “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada (JERUSALÉM); e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. Pastor, e essa maldade que temos visto pelo mundo afora? O que diz as Escrituras? 

Temos dois textos propícios para responder essa questão: 
1º) Marcos 7:21-23 “Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem. 
2º) Tiago 4:1 “DE onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?” 
O nosso inimigo é a nossa natureza humana! O Ap. Pedro disse em I Pedro 2:11 “Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma;” 
O diabo foi Julgado! Foi lançado no lago de fogo em enxofre, sofreu a grande punição a segunda morte. 

Infelizmente depois de quase 2000 anos disso acontecido, fica milhares de pessoas que diz crer na Bíblia com medo do diabo, acreditando que o diabo pode usar pessoas, criar situações embaraçosas, frustrar os planos de Deus. Imaginam que existem duas forças opostas operando no mundo. Isso tudo é o retrato da má utilização da pregação da palavra de Deus. 
Ensinos cada vez mais distorcidos por mentes carnais. A utilização de idealismo ao invés do poder das escrituras, foi por esse meio que se criou a doutrina da Trindade. São as faculdades fast-food, formando cada dia pastores sem nenhum compromisso com o reino e sim com o salário. 
É como falei no início, demostrei que satanás foi de uma vez por todas Julgado, condenado a passar a eternidade no lago de fogo. Cabe o Espírito Santo te convencer. Eu não estou preocupado com o que você pensa de mim, eu só sei que essa é pura verdade. 
Estaria eu glorificando o diabo ou a mim mesmo dizendo que satanás foi Julgado? Pense bem nisso, Medite. A quem eu estaria exaltando pregando isso? A DEUS! AO REI ETERNO! E MAIS NINGUÉM. 
Apocalipse 20:10 “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.” 




SOLI DEO GLORIA!

O Preterismo nega a segunda vinda de Cristo?

                                                
                                            Por Erivelto Soares


É comum ouvir esse tipo de acusação A todos aqueles que defendem a linha da Escatologia Preterista. Com certeza esse tipo de acusação tende a denegrir a visão Bíblica da Parousia de Cristo.
A Bíblia, a palavra de Deus, é bastante clara em relatar que a segunda vinda de Cristo era uma promessa direta para a Geração do Senhor Jesus:
Em verdade vos digo que alguns há dos que aqui estão que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino. Mateus 16:28 
Eu às vezes fico me perguntando como pode alguém que se diz Cristão, defensor da Bíblia como sua regra de fé e prática, não assimilar esse texto. 
As Palavras do Senhor Jesus são claras! “Alguns que estão aqui (Pessoas que estavam com ele, ou seja, pessoas de sua geração, pessoas presente da sua época), não chagarão a morte antes que vejam vir o filho do Homem NO SEU REINO. 
Pessoas da Geração do Senhor Jesus presenciariam o estabelecimento do reino de Deus! E observem que o Senhor Disse que isso seria em VERDADE! 
Então vem aquela angustiante pergunta para os futuristas: Será que existe alguém da geração do Senhor Jesus ainda em vida? Será que existirão pessoas da Geração do Senhor Jesus em 2012? 
Pesquisando a respeito de tempo de uma geração descobri que:
1. Heráclito: "A duração de uma geração é de trinta anos, espaço de tempo no qual o pai vê seu filho capaz de engendrar.” 


2. Bíblia Sagrada: ”... a Bíblia determina o período de 40 anos como correspondendo à duração de uma geração. 
Ou seja; que uma geração dura o tempo de nascer um ascendente seu, como por exemplo, tenho minha filha e ai a próxima geração de minha família será quando minha filha tiver um filho, ou seja, quando eu for avô!
40 anos corresponde categoricamente o tempo da morte e ressurreição do Senhor Jesus a queda do Templo em 70d. C.
40 anos foi o tempo de peregrinação do povo hebreu no deserto!
Foi exatamente como o Senhor falou: “EM VERDADE...”
O texto a seguir pode muito bem concluir essa questão acima: Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Apocalipse 1:7 
Vejam! A vinda do Senhor Jesus nas nuvens se deu aos olhos daqueles que o tinham o TRASPASSADO!(AQUELES QUE O CRUSCIFICARAM). Corresponde muito bem com o desejo deles (Judeus que traspassara a o Senhor Jesus) em Mateus 27:25 “E, respondendo todo o povo, disse: O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos”. Quando Pilatos lavou as suas mãos do sangue de Cristo. 
Poderia discorrer por vários outros textos, porém creio que esses sejam o suficiente para provar que o preterismo não nega a segunda vinda do Senhor Jesus, apenas explica com base nas Escrituras e na História que essa segunda vinda que a Igreja atual espera e vão esperar por muito tempo, já se realizou. 
Em hipótese alguma o Preterismo negou ou nega a Segunda vinda. O problema é que pra não perder o rebanho, os primeiros lugares nas sinagogas, pra não perderem o prestígio, a condição financeira que a Igreja “me” proporciona. Pra não “me” sentir coagido pelo sistema religioso fundamentado no futurismo, então é melhor dizer que o preterismo é heresia, pois nega a vinda do Senhor Jesus Cristo.

Eu era um alienado futurista. Acreditava em todo tipo de baboseiras sobre o fim do mundo ( Essas Parousias de Mídia), não podia ouvir um trovão que pensava que o Senhor Jesus estava voltando e quando passava a tempestade, via que tudo foi apenas uma tempestade! 
Comecei a estudar o assunto por um colega pastor, levei um ano em off me debruçado na questão preterista completo! Não parcial. Nas pesquisas da internet só apontam o preterismo como uma heresia. Foi quando li o livro HISTÓRIA DOS HEBREUS de Flávio Josefo da editora CPAD (Recomendo), que pude perceber que vivi por muito tempo manipulado pelo sistema religioso. 


Hoje liberto do conceito tradicional futurista me empenho na proclamação do Rei Eterno. Sim; O senhor Jesus Cristo! Ele é o Senhor dos Preteristas é Rei que veio e rege as nações com vara de ferro. 


SOLI DEO GLORIA!

O Número da Besta 666

                                                
"Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis". Apocalipse 13:18


No livro do Apocalipse, é feita uma referência ao número "666" (666), o "número da besta". Alguns manuscritos antigos listar o número de "616" (seiscentos e dezesseis), que é uma variante comum textual. Esse número famoso é dito ser o "número de um homem" e o "número do seu nome" (Ap 13:17-18), onde se refere à prática judaica de " gematria "- a atribuição de valores numéricos às letras hebraicas do nome de uma pessoa. Uma vez que cada letra do alfabeto hebraico possui um valor numérico, qualquer pessoa pode ser identificada por um número usando a gematria.
Na passagem de Apocalipse 13, o apóstolo instrui os membros das igrejas da Ásia Menor para usar sua sabedoria para identificar esse homem (13:18), que está marcado para a destruição de acordo com a profecia. Utilizando o sistema de nome, número de gematria, os destinatários originais da carta teria rapidamente notado que os números encontrados se destinava ao Imperador Nero -deus. O título de Nero em hebraico aparece como "NRWN QSR, que significa" Nero César ". Tomando o valor das letras em hebraico, eles calculam como segue:
N = 50 


R = 200 
W= 6 
N = 50 
Q = 100 
S = 60 
R = 200 
===== 
Total de 666


Quando o título de Nero é transliterado para o hebraico de uma variante comum latino, o cálculo torna-se 616 (seiscentos e dezesseis), conforme observado aqui:
N = 50 


R = 200 
W= 6
Q = 100 
S = 60 
R = 200 
===== 
Total de 616


Era comum entre os primeiros cristãos para o Nero associá-lo a besta ou "anticristo", devido a perseguição contra os apóstolos e seus seguidores ter sido brutalmente cruel – Foi no seu governo que a vida dos dois mais eminentes apóstolos, os santos; Pedro e Paulo, foram tiradas. Muitos estudiosos dizem que João dá a identidade deste homem-monstro usando os números da gematria, para permitir que as igrejas da Ásia Menor identificasse o deus-imperador Nero Cesar, sem perigo de repercussões. Essa seria uma proteção sábia para os primeiros cristãos, que viviam sob perseguição pesada dos governantes imperiais, como Nero, que culpou os cristãos pelo incêndio de Roma. Em suma, o número serviu como uma forma de falar em código sobre os valores , pois seria fatal se fosse falado quem seria a besta de forma pública As seguintes citações históricas, que associam o Nero com o cenário apocalíptico , reforçam a perspectiva de que o Nero está relacionado à imagem da besta apocalíptica:
"O que significa a declaração, que o mistério da iniqüidade já opera?... Alguns supõem que isso seja dito da parte do imperador romano, e, portanto, Paulo não falou em palavras claras, porque ele não teria suportado a acusação de calúnia por ter falado o mal do imperador romano: embora ele sempre esperava que o que tinha dito que seria entendido como aplicação de Nero ".(Santo Agostinho, citado por Moisés Stuart, em Apocalipse)
"Como para o Anticristo, não há dúvida, mas o que ele vai lutar contra a santa aliança... esses eventos foram tipicamente prefigurados sob Antíoco Epifânio, de modo que este rei abominável que perseguiram o povo de Deus prefigura o Anticristo, que está a perseguir o povo de Cristo. E assim há muitos de nosso ponto de vista que pensam que Nero era o anticristo por causa de sua selvageria e depravação. “(São Jerônimo - Comentário sobre Daniel, notas sobre Daniel 11:27-30, - Baker Book House Grand Rapids, Michigan, 1958)
"Temos ainda a acrescentar à nossa cronologia a seguir, - quero dizer, os dias que Daniel indica a desolação de Jerusalém, a sete anos e sete meses do reinado de Vespasiano Nos últimos dois anos são adicionados há 17 meses e. dezoito dias do Otho e Galba, Vitélio e, e o resultado é de três anos e seis meses, o que é "a metade da semana", como disse o profeta Daniel Pois ele disse que havia 2.300 dias a partir do... tempo que a abominação Nero ficou na cidade santa, até sua destruição Porque assim a declaração, que está anexo, mostra: "Até quando durará a visão, o sacrifício levado, a abominação da desolação, que é dado, e o poder e o lugar santo serão pisados? E ele lhe disse: Até a tarde e a manhã, 2.300 dias, e o santuário será tirado. Estes 2.300 dias, então, fazem seis anos e quatro meses, durante a metade do que Nero dominou, metade de uma semana, por uma e meia, Vespasiano com Otho, Galba, Vitélio e reinou. E nesta conta Daniel diz: "Bem-aventurado é aquele que chega aos 1335 dias." Para até esses dias era a guerra, e depois deles cessou. E esse número é demonstrada a partir de um capítulo posterior, que é o seguinte:. "E a partir do momento da mudança de continuação, e da entrega da abominação da desolação, haverá mil duzentos e noventa dias Bem-aventurado aquele que espera e chega aos 1335 dias. “(Clemente de Alexandria, Os Padres Ante-Niceno, vol 2, p. 334.)
FW Farrar (1882) afirma que "todos os primeiros escritores cristãos sobre o Apocalipse, de Irineu até Vitoriosa de Pettau Commodian e no quarto, e Andreas no quinto, e St. Beatus no século oitavo, Nero é contado, como a besta do apocalipse ". O teólogo acrescenta que "a pista é preservada para nós, não só pelo Talmude judeu e historiadores pagãos e autores, como Tácito, Suetônio, Dion Cassius, e Dion Crisóstomo, mas também por pais cristãos, como Santo Irineu, Lactâncio, Santo Vitorino, Sulpício Severo, e os livros sibilinos, e até mesmo por São Jerônimo, e por Santo Agostinho. " Farrar acrescenta que "nada pode ser mais decisivo do que estas referências que durante quatro séculos, muitos cristãos identificam Nero com a besta". Ele conclui:
"Além de toda sombra de dúvida ou incerteza, a besta do mar é significado como um símbolo do imperador Nero. Aqui, pelo menos, o João não tem negligenciado o único meio pelo qual ele poderia deixar claro o sentido sem perigo mortal para si mesmo e da Igreja Cristã.". (Farrar; primórdios do cristianismo, 5.28.5)
Soli Deo Gloria
Autor: Desconhecido

A data comprovada do Livro de Apocalipse

                                           
“Uma teoria popular diz que o livro do Apocalipse foi escrito no período entre os anos 90-95 d.C. Se isso for verdade, então a expectativa é que a Grande Tribulação” descrita no livro de Mateus será muito longe no futuro, talvez em nosso próprio tempo. Mas um olhar franco sobre as provas exige uma data pouco antes de 70 dC, quando Jerusalém e o templo foram completamente destruídos, como Jesus profetizou que aconteceria no "Pequeno Apocalipse", de Mateus capítulo 24.


Em primeiro lugar, Jerusalém é falada como ainda de pé. Apocalipse 11:1 alude freqüentemente à queda de Jerusalém. João é chamado para medir o templo, sem qualquer sugestão de que ela está destruída. 
E FOI-ME dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram. Apocalipse 11:1
Jesus disse aos discípulos que dentro de sua geração, nem uma pedra do templo seria deixado (Mateus 24:2). O templo foi destruído em 70 dC e nunca reconstruído. Assim, é evidente que o Apocalipse foi escrito antes desta decisão.
Além disso, o imperador Nero, é mencionado como ainda estando vivo: "Há sete reis: cinco já caíram, e um é e o outro ainda não chegou, e quando ele vier, deve permanecer pouco tempo" (Apocalipse 17:10 ). Júlio César foi o primeiro (48-44 aC), ele foi seguido por Augusto (27 aC - 14 dC), Tibério (14-37 dC), Calígula (37-41), Claudius (41-54), Nero (54 -68), Galba (que ascendeu ao trono após o suicídio de Nero em 09 de junho, 68 dC e reinou por pouco tempo até que ele foi assassinado em 15 de Janeiro, 69 d.C) e Vespasiano (69-79 dC). Os cinco primeiros césares, Júlio, Augusto, Tibério, Calígula e Cláudio, já tinha morrido ("caído") no momento da escrita do livro do Apocalipse. Nero estava no trono. Depois dele levantou-se outro César, Galba, que apenas continuou no espaço curto um pouco mais de seis meses. Como exatamente foi a profecia bíblica cumprida!
Além disso, Apocalipse 13:18 identifica o imperador com o número equivalente do nome de Nero: 666. Em hebraico o nome é " NRWN QSR": N = 50, R = 200, W =6, N = 50, Q = 100, S = 60, R = 200. que totaliza exatamente 666.Os valores numéricos do alfabeto hebraico são bem estabelecidos.


Finalmente, João quando repetidamente afirma que a grande tribulação "deve acontecer em breve" (Apocalipse 1:1). Na verdade Este era um conforto para os cristãos perseguidos do Iº Século da era cristã: a salvação estava na mão! "Pouco tempo restava" não significa um quarto de século mais tarde, muito menos 1900 anos mais tarde! A palavra de Deus diz: "em breve", e não há razão para atrasar e muito o evento. Além disso, há pelo menos 24 versículos em Apocalipse (por exemplo, 1:3, 2:16, 3:10-11, 10:6-7, 12:12, 22:03, 7, 10, 12, 20), que falam da iminência do cumprimento das profecias do livro (não iminente, mas agora iminente, no primeiro século).
Apenas um evento pode eventualmente coincidir com a tribulação e os detalhes do livro do Apocalipse: a destruição de Jerusalém em 70dC, vividamente narrada pelo historiador judeu Flávio Josefo. Isto é o que "deve acontecer em breve", segundo João, e, portanto, ele estava escrevendo o livro do Apocalipse antes de 70 dC.
Crer de forma diferente, mesmo que seja nas melhores intenções é puro equívoco e especulação.
Soli Deo Gloria!




Por Bogue W. Carl, Jr. , Th.D. 
Pastor da Igreja Presbiteriana Fé 
Akron, Ohio, EUA

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

As Escrituras dizem quando Jesus viria!

                                                                    
                                        Por Anthony Richard 


"Se Jesus não voltou no primeiro século, quando ele disse que viria, então você pôde também jogar a sua Bíblia fora” 


A seguir temos uma lista de versículos do Novo Testamento, que muitos cristãos não têm nenhuma explicação adequada. Se você puder se colocar no lugar daqueles que são aqui abordados, quase 2000 anos atrás, você seria levado a acreditar que você estava vivendo no fim dos tempos e que você pudesse viver para ver o Filho do Homem no seu reino. Claramente, Jesus ensinou que o tempo da sua "segunda vinda" seria no primeiro século. Seus discípulos também acreditaram que ele voltaria no primeiro século. Claramente, esses foram os últimos dias.


João Batista aos judeus:
Mateus 3:2: "... Arrependei-vos, o reino dos céus está próximo".
Lucas 3:7,9: "Então, disse ele à multidão .. Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura? E também agora está posto o machado ... toda árvore que não dá coisas boas fruto é cortada e lançada no fogo. "


Os Ensinamentos de Jesus:
Jesus aos Seus doze apóstolos (dizendo-lhes para pregar a Israel):
Mateus 10:7: "... pregar, dizendo: O reino dos céus está próximo".
Mateus 10:23: "...porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel, até que venha o Filho do homem ."
Note que Jesus disse a os 12 apóstolos que eles não teriam concluído a pregação em Israel sem que primeiro o filho do Homem viesse , que foi durante a destruição de Jerusalém em 70 dC.
Jesus a Pedro, Tiago, João e André ... em particular:
Mateus 24:30,34 ", eles verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória ... Esta geração não passará sem que todas estas coisas aconteçam."
Marcos 13:24,25,30 "Ora, naqueles dias, depois daquela tribulação, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, E as estrelas cairão do céu, e os poderes que estão nos céus, ser abalada ... esta geração não passará sem que todas estas coisas aconteçam. "
Lucas 21:22,26,32 "Para estes são os dias de vingança, que todas as coisas que estão escritas podem ser cumpridas ...porque os poderes dos céus serão abalados ... Esta geração não passará até que tudo seja cumprido."
"Esta geração" refere-se à geração que vivia na época em que Jesus falou estas palavras.


Jesus aos Seus discípulos:
Marcos 8:38, "Portanto, aquele que se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora,ele também estará o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos. Anjos"
A que "geração" Jesus se referiu nesta passagem? Jesus disse que foi a geração adúltera e pecadora, que vivia, enquanto Jesus estava vivo! Não a geração do século XXI.
(a seguir estão todos os versos em paralelo):
Jesus aos seus doze discípulos (que estavam em frente de Jesus):
Mateus 16:27-28: "Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai com seus anjos, e então retribuirá a cada um segundo as suas obras daqueles. Em verdade eu vos digo: Há algumas das estando aqui, que em nenhum sábio provarão a morte, até que tenham visto o Filho do homem vindo em seu reino. "
Marcos 8:38 - 9:01, "... quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos .... há alguns dos que aqui estão, que de modo nenhum provarão a morte até que vejam o reino de Deus ter vindo em poder ".
Lucas 9:26-27: "... quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos ... há alguns dos que aqui estão, que de modo nenhum provarão a morte até que viram o reino de Deus. "
Observe como Jesus disse que alguns dos seus discípulos, que estavam ali na frente dele, que eles não iriam morrer fisicamente antes que ele vinhesse com seus anjos para retribuir a cada um segundo as suas obras (Apocalipse 22:12). João era um desses homens que viveu para vê-lo. ..Como você pode ver pelo seguinte versículo ...


Jesus a Pedro:
João 21,22-23: "... Se eu (Jesus) quero que ele (João) permaneça até que eu venha, que te importa a ti?" [João foi um dos doze apóstolos que não foi martirizado, e permaneceu em vivo bem depois de 70 AD. Portanto, João se fez notório, até que Cristo veio em 70 AD, assim como Jesus desejou-o!]
Jesus ao sumo sacerdote:
Mateus 26:64: "... agora, vereis o Filho do Homem sentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu."


Jesus a Natanael:
João 1:51, "... vereis o Céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem".


Jesus aos judeus:
Mateus 4:17 "... Arrependei-vos: para o reino dos céus está próximo".
Mateus 23:36,38: "Em verdade vos digo, todas essas coisas hão de vir sobre esta geração. Eis que a vossa casa vos ficará deserta."
Marcos 1:15, "... O tempo tem sido cumprido, e o reino de Deus está próximo:"


Jesus às filhas de Jerusalém:
Lucas 23:28-29: "... não choreis por mim, chorai antes por vós e por vossos filhos. Pois eis que os dias estão chegando",
Jesus aos judeus que procuravam matá-lo:
Mateus 3:7: "... Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira vindoura?"
João 5:25, "A hora está chegando, e agora é, quando os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus: os que a ouvirem viverão. "
A Revelação de Jesus Cristo, comunicada através de João, às sete igrejas literais que estavam na Ásia no primeiro século:
Apocalipse 1:1: "Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que deve ocorrer em breve."
Apocalipse 1:3: "... o tempo está próximo."
Apocalipse 1:7: "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até os mesmos que o traspassaram
Apocalipse 2:16: "... venho a ti",
Apocalipse 2:25: "... retende-o até que eu venha." (Para a igreja de Tiatira, uma das sete igrejas real que existia na Ásia Menor entre 61 e 65A.D.)
Apocalipse 3:11 "Eis que venho sem demora"
Apocalipse 10:6 ", e jurou por aquele que vive para sempre e sempre ... que não deve haver mais demora:" (Jesus disse que não iria atrasar a sua vinda para aqueles que viveram no primeiro século!)
(Os versos restantes são do último capítulo do Apocalipse, Este capítulo diz-nos)
Apocalipse 22:6, "... Deus dos santos profetas enviou seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que devem acontecer em breve."
Apocalipse 22:07: "Eis que venho sem demora"
Apocalipse 22:10 "... Não seles as palavras da profecia deste livro: porque o tempo está próximo."
Apocalipse 22:12: "E eis que venho sem demora";
Apocalipse 22:20: "... Certamente cedo venho. Amém. Sim, vem, Senhor Jesus".
Essa vinda cedo, sem demora com certeza só pode se relacionar ao acontecimento de 70D.C e não a uma data que todos não conseguem definir! Uns dizem que é em 2012 outros em 2021, outras dadas já foram proferidas e nada! 


Os Ensinamentos dos Apóstolos:
Paulo de todos os que eram amados de Deus em Roma:
Romanos 13:11-12: "E que, conhecendo o tempo, ... nossa salvação está agora mais perto do que quando acreditamos ... o dia está próximo"
Romanos 16:20: "E o Deus da paz esmagará Satanás debaixo dos vossos pés em breve". (Veja esta profecia de Gênesis 3:15).
Paulo a Timóteo:
1 Timóteo 6:14, "Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo:"
2 Timóteo 1:18, "O Senhor lhe conceda que ele possa encontrar a misericórdia do Senhor naquele dia:"


Paulo aos Hebreus:
Hebreus 1:1-2: "Deus ... Porventura, nestes últimos dias nos falou por seu Filho" (A Escritura diz que os últimos dias foram no primeiro século, e não 2.000 anos mais tarde).
Hebreus 9:26, "Pois então ele deve ter sofrido muitas vezes desde a fundação do mundo, mas agora uma vez na consumação dos séculos tem ele manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo."
Hebreus 10:25, "... vedes que o dia se aproxima."
Hebreus 10:37, "... o que há de vir virá e não tardará."[Paulo disse que Jesus não iria atrasar a sua vinda!]


Paulo à igreja de Filipos:
Filipenses 4:5, "... O Senhor está perto".


Paulo à igreja de Corinto:
1 Coríntios 1:7-8: "Então, que não vos falte nenhum dom,aguardando a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo: Quem vos confirmará também até o fim, para que sejais irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo ".
1 Coríntios 07:29: "... o tempo é curto:"
1 Coríntios 7:31, "... a aparência deste mundo passa."
1 Coríntios 10:11: "Ora, todas estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para aviso nosso, pois os fins dos séculos têm chegado."
Paulo, Silvano e Timóteo à igreja dos tessalonicenses:
1 Tessalonicenses 3:13, "a fim de que seja o vosso coração irrepreensível em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos."
1 Tessalonicenses 4:17: "Então, nós, os vivos que restaremos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor."
1 Tessalonicenses 5:23, "... e peço a Deus todo o vosso espírito e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo."
2 Tessalonicenses 2:2: "... o dia de Cristo está presente."


Paulo aos Gálatas:
Gálatas 4:4: "Mas quando a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sob a lei",
Gálatas 5:5: "Porque nós pelo Espírito aguardamos a esperança da justiça pela fé."
Tiago às doze tribos que estavam dispersos no exterior:
Tiago 5:7-9: "Seja paciente, pois, irmãos, até a vinda do Senhor. ... A vinda do Senhor chamou eis ... próximo, o juiz está à porta."


Pedro aos eleitos dispersos:
1 Pedro 1:7, "que a prova da vossa fé ... pode ser encontrada em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo:"
1 Pedro 1:13,20: "Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e espero até o fim para a graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo, quem na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos para você"(Ora, Pedro confirma que os últimos dias foram durante o primeiro século).
1 Pedro 4:05: "Quem deve dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos".
1 Pedro 4:7, "Mas o fim de todas as coisas está próximo"
1 Pedro 4:17: "Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus":
2 Pedro 3:9, "O Senhor não retarda a sua promessa" (Que promessa este versículo está falando? O próximo versículo diz: "Mas o dia do Senhor virá ..." Pedro escreveu o Senhor não retarda a sua promessa relativo ao Dia do Senhor!]
2 Pedro 3:12, "Esperando e apressando a vinda do dia de Deus"
Pedro para os homens da Judéia:
Atos 2:16-20: "Mas isso é o que foi dito pelo profeta Joel, e isso deve acontecer nos últimos dias ... O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que o grande e notável dia da vinda do Senhor: "(Isto confirma que os" últimos dias "o Antigo Testamento profetizou sobre teve lugar no primeiro século).
Atos 3:24: "Sim, e todos os profetas ... também predisseram estes dias." (Pedro disse que todos os profetas anunciaram que dia? "Estes dias", do primeiro século, que eram os "últimos dias" da Velho Testamento ).
João admoestando a igreja que já estava vivendo a última hora dos últimos dias:
1 João 2:17-18: "E o mundo passa ... Filhinhos, esta é a última hora ... sabemos que ela é a última hora." (João escreveu estas epístolas depois de 60 dC. Repare como, na 70. AD estava quase se aproximando, João escreveu que é a "última hora", em vez de os "últimos dias").
1 João 2:28: "E agora, filhinhos, permanecei nele, quando ele se manifestar, tenhamos confiança e não sejamos confundidos por ele na sua vinda."
1 João 3:2, "... quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, veremos como ele é. "


Conclusão
Vimos que Jesus disse que viria – há alguns que estavam ali e ainda estavam vivos, que a geração, em breve, rapidamente, à mão, se aproximou, ele disse que sua vinda estava próxima. Em todo lugar a Bíblia fala sobre a vinda do Senhor isso nos dá uma indicação do tempo. Os santos do Novo Testamento esperavam em vida o Senhor vindo nas nuvens. No entanto, a maioria dos crentes de hoje, cerca de dois mil anos depois, ainda estão dizendo que o Senhor voltará em breve. Pode o mesmo evento ser iminente em dois períodos de tempo diferentes separados por dois mil anos?
O que está em jogo aqui é a inspiração das Escrituras. Se Jesus estava enganado, ou se ele mentiu para nós, então o que é bom o resto da Escritura? Há aqueles adversários que dizem que se você crê que Jesus veio no século primeiro, então você não precisa ler a Bíblia mais . Eu não entendo esse argumento, mas se Jesus não voltou no primeiro século, quando ele disse que viria, então você pode também jogar fora a sua Bíblia, porque se não é inspirada, não existe nada de bom . Eu acredito que a Escritura é a Palavra inspirada por Deus e, portanto, sem erros.
O cristianismo é intelectual, a fé é a compreensão e a concordância com o que Deus nos tem dito. Deus diz em Isaías, capítulo 1:18, "vir agora, vamos raciocinar juntos". Isto é importante porque você é um produto do seu pensamento. Provérbios 23:7 diz: "Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele."O que é realmente assustador sobre isso, é que, em nossa cultura, o pensamento não é realmente importante. Você percebe isso?Não estamos tão preocupados em pensar como nós somos cerca de duas outras coisas, emoção e pragmatismo. Estamos preocupados com os sentimentos, e nós estamos preocupados com o sucesso. Não estamos tão preocupados com o pensamento. As pessoas não fazem a pergunta: "é verdade, é certo? Eles fazem a pergunta, 'funciona' e 'como é que vai me fazer sentir? ". Emoção e pragmatismo. Isto é trágico, especialmente porque assumiu a Igreja Cristã.
Mesmo na teologia, é triste dizer, o problema não é sempre que é certo ou verdadeiro, mas será que vai ofender ou aborrecer alguém? Nós nos preocupamos com a forma como a verdade vai fazer as pessoas se sentirem.Em Atos 17:11, os bereanos eram nobres, pois procurou as escrituras, não para ver se estas coisas lhe fariam senti bem, ou para ver se estas coisas funcionavam, ou mesmo para ver se estas coisas ofendem, mas para ver se estas coisas eram "Então," para ver se eles estavam certas e verdadeiras.
Por tanto amados do Senhor, reavaliem com maior presa o possível o vosso conceito sobre escatologia já! 

Ele veio da mesma maneira

                                           
                                        Por William H. Bell


Para alguns, várias passagens têm sido mais difíceis de interpretar no ano 70 dC . Uma das tais passagem é Atos 1:9-11. "Tendo dito estas coisas, foi Jesus elevado à vista deles, e uma nuvem o recebeu e ocultou aos seus olhos. Estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que dois varões com vestiduras brancas se puseram ao lado deles, e lhes perguntaram: Galileus, por que estais olhando para o céu? esse Jesus que dentre vós foi recebido no céu, assim virá do modo como o vistes ir para o céu.”
Portanto, nós queremos estudar três pontos importantes nesta passagem.
1º A nuvem que vem.
2º O mesmo Jesus.
3º da mesma maneira.
Nosso objetivo é honrar as palavras de Cristo ao mesmo tempo, mostrando a inconsistência e contradições na visão literalista e futurista deste texto.
Atos 1:9-11 se encaixa perfeitamente no quadro para o retorno de Cristo ano 70 dC. Primeiro, A vinda de Deus nas nuvens no Velho pacto, simbolizado presença divina de julgamento. Vemos isso quando o Senhor Deus veio Julgar o Egito em Isaías 19:1.” Advertência contra o Egito: Vejam! O Senhor cavalga numa nuvem veloz que vai para o Egito. Os ídolos do Egito tremem diante dele, e os corações dos egípcios se derretem no íntimo. (Isaías 19:1).
Claramente, este é um texto que traz um sentido espiritual da destruição do Egito, mas real da vinda do Senhor. “Incitarei egípcio contra egípcio; cada um lutará contra seu irmão, vizinho lutará contra vizinho, cidade contra cidade, reino contra reino, ntão eu entregarei os egípcios nas mãos de um senhor cruel, e um rei feroz dominará sobre eles", anuncia o Soberano, o Senhor dos Exércitos. (V.2,4). Deus veio sobre uma nuvem para julgar o Egito, mas ele não estava vindo em um corpo físico visível ou nuvem visível! Da mesma forma foi a respeito foi o retorno do nosso Senhor. A vinda de Cristo em 70 dC não foi nem em cima de uma nuvem física nem ele surgiu em um corpo físico, Raciocine!!!. Ela também foi uma vinda espiritual, mas real. " Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória.." (Mateus 24: 30).
A maioria de todos os estudantes da Bíblia concordam que a vinda de Cristo neste texto é literal, não físico, mas real e que ocorreu antes que a geração do primeiro século passasse, (Mateus 24:34). Eles também devem concordar que este era o mesmo Jesus que foi crucificado e que subiu na nuvem descrito na passagem de Atos 1:11. Essas coisas são verdadeiras, então temos que concordar que nós tivermos uma espiritual, real e verdadeira vinda do mesmo Jesus, em uma nuvem, sem qualquer nuvem que veio fisicamente. A narrativa do julgamento de Deus sobre o Egito é bem similar ao que aconteceu com Jerusalém em 70d.C. “Incitarei egípcio contra egípcio; cada um lutará contra seu irmão, vizinho lutará contra vizinho, cidade contra cidade, reino contra reino, então eu entregarei os egípcios nas mãos de um senhor cruel, e um rei feroz dominará sobre eles", anuncia o Soberano, o Senhor dos Exércitos. (Isaías 19:2,4) Paralelo com Lucas 21: 10,20-24 Então lhes disse: "Nação se levantará contra nação, e reino contra reino.Quando virem Jerusalém rodeada de exércitos, vocês saberão que a sua devastação está próxima. Então os que estiverem na Judéia fujam para os montes, os que estiverem na cidade saiam, e os que estiverem no campo não entrem na cidade. Pois esses são os dias da vingança, em cumprimento de tudo o que foi escrito. Como serão terríveis aqueles dias para as grávidas e para as que estiverem amamentando! Haverá grande aflição na terra e ira contra este povo.
Cairão pela espada e serão levados como prisioneiros para todas as nações. Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos deles se cumpram.
É tempo de abrirmos os "olhos de nosso entendimento," (Efésios 1:18). Na verdade, Paulo exortou os efésios a usar o olhar da compreensão, a fim de "saber o que a esperança da sua vocação. "Os olhos de seu entendimento a ser iluminado;. Que você pode saber qual é a esperança da sua vocação, que são os mais ricos da glória da sua herança nos santos" (Efésios 1:18) Ao fazer isso, vamos começar a ver mais do que aquilo que é visível aos olhos físicos!


Terceiro, alguém tem que manter a mesma forma do corpo a ser a mesma pessoa? Isto é o que Argumenta-se para uma carnal e físico retorno visível de Cristo. No entanto, faria a Bíblia uma infinidade de contradições. Vejamos por exemplo o texto de Apocalípse 1: 9-17 “Eu, João, irmão e companheiro de vocês no sofrimento, no Reino e na perseverança em Jesus, estava na ilha de Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus. No dia do Senhor achei-me no Espírito e ouvi por trás de mim uma voz forte, como de trombeta, que dizia: "Escreva num livro o que você vê e envie a estas sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia". Voltei-me para ver quem falava comigo. Voltando-me, vi sete candelabros de ouro e entre os candelabros alguém "semelhante a um filho de homem", com uma veste que chegava aos seus pés e um cinturão de ouro ao redor do peito. Sua cabeça e seus cabelos eram brancos como a lã, tão brancos quanto a neve, e seus olhos eram como chama de fogo.
Atos 1:9-11? Óbvio que não! O sentido do argumento de Atos 1:9-11 é que assim como Jesus estava indo EM GLÓRIA Ele retornaria EM GLÓRIA! O Apostolo Paulo fala algo importante. "Portanto, de agora em diante, a ninguém conhecemos segundo a carne, embora também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, mas agora nós não conhecemos desse modo mais ", 2 Coríntios 5:16).
Em quarto lugar, "assim como" é um advérbio que não modifica ou descreve o substantivo Jesus como na aparência. "Da mesma maneira" modifica o verbo da frase "assim virá."
Portanto, é um abuso das leis da gramática para uso "nos mesmos moldes" para se referir a aparição de Cristo. Gramaticalmente e contextualmente falando, ele só se refere a sua subida em uma nuvem. Assim, o retorno da mesma maneira quer dizer que ele voltaria em uma nuvem. E, para repetir, não há respaldo algum para uma nuvem física no retorno de Cristo.
Em quinto lugar, para corroborar o acima exposto, para que a frase "assim como" se referem a aparência corporal de Cristo faria a contradição da Bíblia, e os mentirosos inspirados escritores. João estava presente quando Jesus subiu. Ele, juntamente com os outros apóstolos viram a aparência física de
Cristo, quando ele ascendeu ao céu. No entanto, cerca de trinta anos mais tarde, escreve ele, "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é. (1 João 3:2).
Em sexto lugar, se alguém tentar desconcordar com o argumento, dizendo: "Sim, mas estamos falando de um glorificado, corpo espiritual imortal? Resposta: mas o Senhor Jesus já estava em um corpo glorificado quando foi visto subindo em uma nuvem em Atos 1:9-11!
Se isso fosse verdade, se o retorno de Cristo fosse em um corpo glorificado então João estava delirando pois ele viu o Senhor e agora diz não tinha visto como ele é!
Em sétimo lugar, a frase "assim como" (hon tropon) significa "... uma forma, maneira, moda... como,
assim como, como ... "Léxico de Thayer, p.631. Esta frase é usada para expressar algo em
idêntico forma de ação, ou resultados. Pedro então usa-o para se referir ao processo idêntico em que ambos os judeus e gentios seriam salvos, ou seja, pelo evangelho (Atos 15:11). Outro exemplo mostra uma similaridade de identidade. "E, como James e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade: os homens corruptos de entendimento e reprovados quanto à fé" (2 Timóteo 3:8). Estes homens são aqueles que por sua magia resistiu Moisés no palácio do faraó (Êxodo 7:11, 12). Quando Paulo disse que "assim como" (HON tropon) alguns resistiram pregação de Timóteo como magos egípcios resistiram a Moisés e Arão, que É claro que eles não eram mágicos atuando como foram os anteriores.
Portanto, "assim como" se refere à rejeição do porta-voz de Deus, Timoteo como no caso de Moisés. Ele não exige uma exibição idêntica literalista de magia e bruxaria.
Em oitavo lugar, e tendo em vista todo o exposto, esta parece ser a aplicação mais consistente dEsse termo, "assim como" em Atos 1:11. Ela não exige uma nuvem física ou corpo de Jesus. É também elimina os apóstolos dizendo ver o corpo de Jesus, mas depois negá-lo.
Em nono lugar, a insistir no ponto de serem idênticos a partir da frase "na forma como" seria uma catástrofe bíblica. Por exemplo, a ascensão foi privada, a um grupo de onze homens, localmente confinado ao monte das Oliveiras, perto da cidade de Jerusalém, (Atos 1:12. Para ser literalmente "nos mesmos moldes" exigiria um local confinado retorno privado de Cristo, aos onze homens mesmo. (Ver J. Stuart Russell, A Parousia). Isso colocaria a vinda dentro de suas vidas, no primeiro século de sua geração. Para fazer isso contradiz o futuro, o retorno físico-visível do corpo de Cristo.
Décimo, o argumento de Atos 1:11, onde Cristo vier na glória, descreve Daniel 7:13-14 Na minha visão à noite, vi alguém semelhante a um filho de um homem, vindo com as nuvens dos céus. Ele se aproximou do ancião e foi conduzido à sua presença. A ele foram dados autoridade, glória e reino; todos os povos, nações e homens de todas as línguas o adoraram. Seu domínio é um domínio eterno que não acabará, e seu reino jamais será destruído. Este texto constitui o pano de fundo de ambos os textos Mateus 24:30 e Apocalipse 1:7 os quais mencionam a volta de Cristo nas nuvens. O tempo para o cumprimento desta profecia é claramente durante os dias do chifres besta 10 de Daniel (7:22-24). Não é por acaso que a besta de dez chifres mencionados por Daniel aparece no Apocalipse 13:1-2, o capítulo que antecede a nuvem vinda do "um como o Filho do homem"(Apocalipse 14:14) a formulação exata do Daniel 7:13! Assim, a vinda do Filho do homem sobre as nuvens de Atos 1:11 é cumprida nos dias do império romano, no dia 4 da besta de Daniel.
Outra prova é o fato de que a prostituta, Mistério Babilônia senta sobre esta besta de 10 chifres.
Mistério da Babilônia é Jerusalém, pois ela está bêbada com o sangue dos santos e do sangue dos mártires de Jesus (Apocalipse 17:06, 18:20, 24). Ela iria experimentar a vingança de Deus por assassinar os santos e os profetas, Jesus, o responsável pelos feitos contra Jerusalém, Mateus 23:33-37. Este julgamento é, inegavelmente, o que acontece antes do primeiro século da
geração passar. Jerusalém foi destruído pelos romanos no primeiro século (70 A.D) Lucas 21:20-22 cumprindo assim Mateus 24:30 e Daniel 7:13. Esta explicação satisfaz todas as exigências de Atos 1:11.
Finalmente, Atos 1:11 deve ser regida pelas declarações uma vez que são aplicáveis a todas as "Vindas" das passagens. Foi prometido para a geração do primeiro século, (Mateus 16:27-28; 24:3, 27, 30, 34). Estava perto , Romanos (13:11,12; Filipenses 4:5, Tiago 5:8; 1 Pedro 4:7; Apocalipse 1:3; 22:6,10,12) e se cumpriu. Foi o mesmo Jesus que foi crucificado e que também
Ascenso, que vinha nas nuvens, (Apocalipse 1:7), nos mesmos moldes, ainda não visto fisicamente, mas espiritualmente discernido, em completa harmonia com a Palavra de Deus. 

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O Planeta Terra será Destruído um dia?

                                        
                                         Por Erivelto Soares                            


Quando o assunto gira em torno da grande tribulação, do apocalipse ou da parousia de Cristo. Logo entra em cena o instigante argumento desses eventos se culminando com a destruição da terra. Quem tem ganhado muito com isso é a indústria cinematográfica que tem só no ano de 2010 faturado milhões e milhões com filmes que relatam o fato; O filme 2012 é um dos últimos. 
O que é engraçado nisso tudo é que esses filmes na sua grande maioria são filmes feitos por pessoas da mais perniciosa atitudes, ímpios, pessoas que nunca souberam quem é Deus e nem tão pouco entendem as Escrituras. 
O Apóstolo Paulo escrevendo a os irmãos de corinto a cerca de cousas Espirituais declarou: ”Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.” I Coríntios 1:11
Se homens ímpios tivesse condições de entender as cousas do Espírito, não haveria necessidade de um novo nascimento pra eles e assim o evangelho seria uma fraude. Porém nem mesmo Nicodemos membro do sinédrio, que tinha um conhecimento vasto da lei foi poupado pelo Senhor Jesus diante e sua insensatez; “...Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?” disse lhe o Senhor Jesus em João 3:10b.
O impressionante desse relato é que milhares de Cristãos usufruem desses materiais! Pastores recomendam esses filmes para seu rebanho! Em fim, Inúmeras pessoas vivem na verdade sob influencia de especulações e não do que diz as Escrituras.
Começo a refutar esse argumento insano que vem atravessando gerações e gerações com um texto impressionante no Livro de Eclesiastes 1:4 que diz:” Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece”. É isso mesmo que diz a Bíblia! A Terra permanece para sempre! Quero deixar claro que o texto se refere à futilidade do ciclo da vida. O sábio Salomão estava falando sobre a futilidade da vida onde todos passam pela vida do mesmo modo embora uns vivam em condições diferentes, Porém o resumo de tudo é nascer e deixar o corpo. O texto continua e à medida que lemos vemos o quanto é equivocado a idéia de um para a terra. Versículo 5 ao 11 “Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu. O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos. Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr. Todas as coisas são trabalhosas; o homem não o pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir. O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol. Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós. Já não há lembrança das coisas que precederam, e das coisas que hão de ser também delas não haverá lembrança, entre os que hão de vir depois.”
Levando em conta o texto acima citado, fica bastante claro que alguém estar errado na questão: ou a terra terminará em uma grande destruição pela ira de Deus como a tradição ensina ou a terra não será destruída como diz a palavra de Deus. 
Muitas pessoas que estudam a Bíblia não se dão conta do que fez Deus quando destruiu a humanidade no dilúvio registrado em Gênesis 8:20 “E o SENHOR sentiu o suave cheiro, e o SENHOR disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz. Enquanto a terra durar, sementeira e sega, e frio e calor, e verão e inverno, e dia e noite, não cessarão.”
O impressionante desse texto é que o Céu e terra mesmo depois do dilúvio não tinham deixado de existir!
Há possibilidade de haver no futuro a destruição do planeta terra? É obvio que não!Podem fazer o que quiser na área da hermenêutica e da exegese nesse texto, dá um nós na Bíblia se quiser, porém não poderão desvalidar esse texto. A verdade é que nunca foi o desejo do Senhor destruir terra! Alguém pode questionar sobre as condições climáticas; Tsunamis, Terremotos, descongelamento de várias geleiras, vulcões em erupção, aquecimento global e etc. não seriam isso os sinais do fim? Não, obviamente não. O que estamos presenciando são apenas fenômenos típicos da natureza em virtude do desequilíbrio ambiental proporcionado pelo homem.
Devido à proporção desse desequilíbrio, a humanidade esta passando a adotar uma nova visão mundial que é a sustentabilidade. Infelizmente a geração presente não desfrutará desse mundo, embora já tenhamos países que estão super avançados no projeto, porém a globalização dessa visão ainda caminha a passos muito lentos. O importante disso tudo é saber que o Senhor “Não tornará mais a amaldiçoar a terra por causa do homem ...” ou seja; o desequilíbrio ambiental, como fator chave do desfecho escatológico é argumento especulativo. Quero ainda citar dois textos do cap. 72 do livro de Salmo que apresenta de uma forma clara o período governamental do reinado do Messias sobre as nações.
“Ele julgará ao teu povo com justiça, e aos teus pobres com juízo. Os montes trarão paz ao povo, e os outeiros, justiça. Julgará os aflitos do povo, salvará os filhos do necessitado, e quebrantará o opressor. Temer-te-ão
Vejam! Enquanto existir o sol e a lua no céu, sobre as gerações reinará eternamente o Rei da Glória! Jesus é o Rei da Glória! Pesar que um dia o sol, a lua a humanidade chegará a um fim, é declarar que o reinado do Messias é temporário. Porém não é isso que também nos informa o texto seguinte: “O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado.” Salmo 72:17


É, pelo que vemos alguém está equivocado quanto a um possível fim do planeta terra, se você é um desses, chegou a hora de mudar a tua confissão para o louvor da glória de Deus.


Soli Deo Gloria

A Segunda vinda de Jesus no livro de Mateus, Parte 3

                                            
                                      Mateus 24:34, 26:64
“Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. Disse-lhe Jesus: Tu o disseste; digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu.”


Nós estamos olhando para o que o Evangelho de Mateus tem a nos dizer sobre o momento da segunda vinda de Cristo. Até agora, temos olhado para Mateus 3:1-11, onde João Batista entra em cena pregando um julgamento que viria em breve sobre a nação de Israel. Então olhamos para Mateus 10:23, onde Jesus diz aos doze que Ele viria antes que eles tenham fugido para todas as cidades em Israel. Também olhamos para Mateus 16:27-28, onde Jesus diz aos discípulos que Ele viria em poder e glória, antes que todos tivessem morrido.
Nosso próximo estudo do texto é encontrado no "Sermão do Monte das Oliveiras”, conhecido como o "Sermão do Monte". Neste discurso, Jesus está respondendo as perguntas que os discípulos perguntaram a ele sobre o monte das Oliveiras. Depois de pronunciar julgamento sobre a nação de Israel no final do capítulo 23, Jesus e seus discípulos deixam o templo. Como eles estão saindo do templo, Jesus diz aos discípulos que o templo deve ser completamente destruído: "Em verdade vos digo que, nem uma pedra ficará aqui em cima da outra, que não seja derribada." Em resposta a isso, os discípulos perguntam: "Dize-nos quando sucederão estas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?” Os discípulos viram a destruição do templo, a parousia de Cristo, e o final da idade, como eventos sincrônicos. A Pergunta dos discípulos foi: “Quando é que essas coisas acontecem, e que sinais indicarão que eles estão prestes a acontecer?” Nos versículos 4-51, Jesus responde às suas perguntas. Por favor, mantenha isso em mente enquanto você lê:
Mateus 24:34 (NVI) "Em verdade vos digo, esta geração de modo algum passará até que todas essas coisas aconteçam.
Para nos ajudar a entender melhor este versículo, vamos voltar alguns versos:
Mateus 24:32-34 (NVI) "Aprendei agora esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão 33." Assim também vós, quando virdes todas estas coisas , saiba que ele está próximo; às portas! 34 "Em verdade vos digo esta geração de modo algum passará até que todas essas coisas aconteçam.
Se esta linguagem não significa que as coisas que Ele falou estavam perto, isso não significa nada.
"Aprendei agora esta parábola da figueira:" A interpretação popular desta passagem considera a figueira como um tipo, ou ilustração de Israel. De acordo com essa visão, o fato de que Israel te se tornou uma nação em 12 de setembro de 1948 constitui a brotação da figueira, e pode ser tomado como prova de que a volta do Senhor estaria "perto" em nossos dias. Nós vamos discutir isso melhor um pouco mais tarde.
O Senhor está simplesmente dando-nos uma ilustração universal aqui, veja que o relato paralelo em Lucas deixa claro:
Lucas 21:29-30 (NVI) Então, Ele falou-lhes uma parábola: "Olhai para a figueira, e todas as árvores30." Quando eles já estão brotando, vos sabeis por si mesmos que o verão está próximo.
Esta é apenas uma simples ilustração. Quando vocês vêem as folhas das árvores que começam a cair, vocês sabem que o verão está próximo. Você pode entender isso? Jesus “disse que, assim como vos sabeis que está próximo o verão, quando vocês vêem as folhas que caem das árvores”, assim também “quando vocês vêem as coisas que eu tenho vindo a falar acontecerem, (O evangelho pregado a todo o mundo, a abominação da desolação, da grande tribulação, e do Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu), vocês saberão que o fim está próximo. É exatamente como que alguém de pé na porta se encaminha para entrar.
Tiago usou esta mesma ilustração de "pé na porta" para falar da aproximidade da volta do Senhor:
Tiago 5:7-9 (NVI) Portanto, sejam pacientes, irmãos, até a vinda do Senhor. Veja como o agricultor aguarda o precioso fruto da terra, esperando pacientemente por ela até que receba a chuva temporã e serôdia. 8 Vocês também sejam pacientes. Fortalecei os vossos corações, pois a vinda do Senhor está próxima. 9 Não vos queixeis uns dos outros, irmãos, para que não sejais condenados. Eis que o juiz está à porta!
Mateus 24:33 diz: "Assim também vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo! Às portas" Não há dúvida sobre o que é que está próximo. Esta questão é esclarecida na passagem paralela em Lucas:
Lucas 21:31 (NVI) "Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está próximo.
Agora, nós sabemos em outros versos que o reino de Deus já havia chegado a eles:
Lucas 11:20 (NVI) "Mas se eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente o reino de Deus veio sobre vocês.
Lucas 17:20-21 (NVI) Agora, quando Ele foi interrogado pelos fariseus sobre quando o reino de Deus viria, Ele lhes respondeu e disse: "O reino de Deus não vem com observação; 21" nem eles dizem, ' Veja aqui! Ou "Veja lá! ' Porque, na verdade, o reino de Deus está dentro de vocês.”
Em nosso texto de Mateus 24:33, Ele está se referindo à manifestação plena do reino que viria em poder e glória no ano 70 dC. Logo, Jesus está dizendo que o Reino de Deus está próximo. Agora olhe para o versículo seguinte:
Mateus 24:34 (NVI) "Em verdade vos digo, esta geração de modo algum passará até que todas essas coisas aconteçam.
exatamente significa "esta geração”? O que "todas estas coisas" no texto se referem?
A primeira pergunta que precisamos responder é: “Quem é que Jesus está falando ' neste versículo?" Os primeiros discípulos de Jesus do Primeiro Século! Ele está respondendo às suas perguntas.
A próxima questão que precisamos responder é: "O que 'todas estas coisas" se refere? “Refere-se a tudo o que Ele tem falado desde o versículo 4. Jesus disse-lhes uma série de coisas que iriam acontecer antes do fim viesse a chegar, o evangelho seria pregado a todo o mundo:
Mateus 24:14 (NVI) "E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.
Ele também disse a eles que eles iriam ver a "abominação da desolação" de que Daniel tinha falado (Lucas diz-nos que isto se refere aos exércitos romanos em redor de Jerusalém):
Mateus 24:15-16 (NVI) "Portanto, quando você vê a" abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo "(quem lê, entenda), 16", então os que estiverem na Judéia fujam para os montes.
Ele também lhes disse que chegaria um momento de grande tribulação:
Mateus 24:21 (NVI) "Porque então haverá grande tribulação, como nunca houve desde o início do mundo até agora, não, nem nunca será.
Em seguida, imediatamente após a tribulação, eles veriam o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu:
Mateus 24:29-30 (NVI) "Logo depois da tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, as estrelas cairão do céu, e os poderes dos céus serão abalados 30. "Então o sinal do Filho do Homem aparecerá no céu, e depois todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória”.
Jesus aqui, diz a Seus discípulos, que todas essas coisas que Ele havia mencionado aconteceriam em sua geração. Isto é tão claro que aqueles que sustentam a escatologia futurista se vêem em grande problema diante desta predição. Ouvi alguns comentários feitos sobre esse versículo.
O Novo Comentário de Jerônimo diz: "Este é um versículo problemático.” (P. 667) W. Robertson Nicoll (1956), "O que é dito nela é tão complicado quanto tentar uma exposição moderna para desejar que ela não estivesse lá, ou a recorrer a expedientes críticos para eliminá-lo do texto." (Novo Testamento Expositivo em grego, p. 294)
Este versículo não se encaixa em sua escatologia, de modo que eles gostariam de eliminá-lo. Este verso é devastador para uma escatologia futurista, por isso vamos examiná-la cuidadosamente e certifique-se que entendemos exatamente o que Jesus está dizendo.
A última pergunta que precisa ser respondida é "O que exatamente a palavra" geração "quer dizer?" Geração, em nosso texto, vem da palavra grega genea, o que significa: por implicação "uma época". No Léxico Grego-Inglês do Novo Testamento, podemos ver que "genea". significa: "toda a multidão de homens que vivem, ao mesmo tempo." William F. Arndt e Wilber Gingrich, (O Léxico Grego-Inglês do Novo Testamento e outras literatura cristã) define "genea" como: "basicamente, a soma total dos nascidos ao mesmo tempo, expandido para incluir todos os que vivem em um determinado momento. Contemporâneos”.
Se você olhar a maneira como Jesus usou a palavra "geração", eu creio que seja muito claro que ele sempre se refere a seus contemporâneos, o povo judeu de seu próprio período. Vamos olhar para alguns dos usos da Palavra "geração".
Mateus 23:35-36 (NVI) “que em vós caia todo o sangue justo derramado sobre a terra, desde o sangue do justo Abel até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, a quem vocês assassinaram entre o santuário e o altar. 36 "Em verdade vos digo que, todas estas coisas virão sobre esta geração”.
Jesus está no templo falando com os judeus, Ele diz que todo o julgamento que Ele havia falado viria sobre eles. Eu não sei de nenhum comentarista que entenda isso como uma referência a qualquer outra geração do que a geração existente.
Lucas 17:24-25 (NVI) "Porque, assim como o relâmpago que brilha de uma parte debaixo do céu brilha para a parte debaixo do céu outro, assim também o Filho do Homem no seu dia. 25" Mas primeiro ele tem de sofrer muitas coisas e seja rejeitado por esta geração”.
Em Que geração Cristo padeceu muitas coisas, e que geração o rejeitou É claro, ele está falando de seus contemporâneos!
Olhe como algumas das traduções lidar com Mateus 24:34:
Nova Versão da Bíblia Inglês: "Digo-vos isto: a atual geração vai viver para ver tudo."
Versão Inglês de hoje: "Lembrem-se disto Todas estas coisas vão acontecer antes do que todos que estão vivos agora venham a morrer”.
Tradução de Moffatt: "Em verdade vos digo, a atual geração não passará até que tudo isso aconteça."
Tradução de Weymouth: ”Vos digo em verdade solene que a geração atual certamente não passará até que tudo isso tenha ocorrido"
Estas traduções deixam bem claro. O significado da palavra foi o da geração do "presente" tempo de Cristo, não a uma futura geração de milhares de anos de distância.
Quanto tempo dura uma geração? John Walvoord disse: "Uma geração é normalmente 3-10 anos." Agora, ele é o único que eu conheço que dá esse amplo de um palmo. A maioria dos comentaristas ver uma geração como se referindo a um período do ano 30-40. Mais importante do que isso, o que a Bíblia diz sobre o tempo de uma geração? Vamos olhar e ver:
Mateus 1:17 (NVI) Portanto, todas as gerações, desde Abraão até Davi, são quatorze gerações, desde Davi até o cativeiro na Babilônia, catorze gerações, e do cativeiro na Babilônia até o Cristo, catorze gerações.
Nesta tabela genealógica, temos dados para estimar o comprimento de uma geração. Ela nos diz que a partir do cativeiro na Babilônia até Cristo, catorze gerações. Agora, a data do cativeiro, no reinado de Zedequias, é dito ser 586 aC. De 586 a.C até o nascimento de Cristo seria de cerca de 586 anos, o que, dividido por quatorze anos, faz com que a duração média de uma geração de cerca de 41 anos. Isto é confirmado em:
Hebreus 3:8-10 (NVI) Não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto. 9 Onde vossos pais me tentaram me provaram, E viram por quarenta anos as minhas obras.
“10 Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos”.
Números 32:13 (NVI) "Então a ira do Senhor se acendeu contra Israel, e Ele os fez andar errantes no deserto quarenta anos, até que toda aquela geração que fizera mal aos olhos do Senhor tivesse ido embora”.
Quarenta anos é um número significativo na Bíblia, os filhos de Israel peregrinaram no deserto por quarenta anos antes de entrar na terra prometida. Os santos do Novo Testamento também estavam em um período de transição por40 anos antes de entrar na Nova Jerusalém, que está nos céus. Davi reinou por quarenta anos. Acredito que o reino de Cristo, desde o Pentecostes até a destruição de Jerusalém em 70 dC, também foi um reinado de quarenta anos, o que Apocalipse 20 se refere como o reino milenar de Cristo.
Alguns tentaram torcer a etimologia da palavra "geração" em Mateus 24:34 para torná-lo dizer "raça", e tentar fazer Jesus dizer que todas estas coisas que aconteceria antes da "raça" dos judeus houvesse falecido. Ao fazer isso, eles pensam que podem ampliar o tempo da segunda vinda de milhares de anos. Não há justificativa bíblica ou lingüística para tal posição. Geração não quer dizer que seja raça!
Scofield, em referência a sua Bíblia para este versículo (Mt 24:34), reconhecendo isso, realmente mudou a definição da palavra daquele que seria genea para genos, que é uma palavra totalmente diferente!
Scofield disse, (p. 1034, velha edição, da Bíblia Scofield):
Gr. Genea, a definição primária do que é, "raça, gênero, família, estoque de raça. (Assim, todos os léxicos.) Que a palavra é usada nesse sentido aqui é certo porque nenhuma dessas coisas', a pregação mundial do reino, a grande tribulação, o retorno do Senhor em glória visível, e o reajustamento dos eleitos, ocorreram na destruição de Jerusalém por Tito, AD 70. A promessa é, portanto, que a geração - nação, ou família de Israel – seja preservada até 'essas coisas'; uma promessa maravilhosamente a ser cumprida até hoje.
Scofield usou a palavra grega errado com a sua definição. Ele fez isso por causa de seu ponto de vista da natureza da segunda vinda. Já que sentia que essas coisas não tinha acontecido ainda, ele teve que mudar o significado da palavra genea. A definição que ele dá é para a palavra grega "genos". Genos não é a palavra usada em Mateus 24:34. Pedro usa a palavra “genos", em:
1 Pedro 2:9 (NVI) “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, nação santa, o povo adquirido, para proclamar as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”
Aqui é evidente que "genos" significa tipo, nação, prole. Mas esta não é a palavra usada em Mateus 24:34.
A seguinte citação de David Chilton é muito informativo:
Alguns têm procurado contornar a verdade deste texto dizendo que a palavra geração aqui realmente significa raça, e que Jesus estava simplesmente dizendo que a raça judaica não morreria até que todas estas coisas acontecessem. Isso é verdade? Eu te desafio: Saia de sua concordância e olhe para todas as ocorrências do Novo Testamento da palavra geração (em grego, genea) e veja se ela significa 'raça' em qualquer outro contexto? Aqui estão todas as referências para os Evangelhos: Mateus 1:17; 11:16; 12:39, 41, 42, 45; 16:04; 17:17; 23:36; 24:34, Marcos 8:12, 38; 9:19, 13:30, Lucas 1:48, 50; 7:31; 09:41; 11:29, 30, 31, 32, 50, 51; 18:08, 17:25; 21:32. Nenhuma dessas referências está falando de toda a raça judia durante milhares de anos, todos usam a palavra no seu sentido normal da soma total dos que vivem ao mesmo tempo Ele sempre se refere a contemporâneos. Na verdade, aqueles que dizem que significa "raça" tendem a reconhecer esse fato, mas explicam que a palavra muda de repente o seu significado quando Jesus a usa em Mateus 24!
O que Jesus queria dizer com todas essas coisas iria acontecer naquela geração, incluindo a parousia de Cristo, algumas dessas pessoas a quem Ele pregou ainda estavam vivas, assim como ele disse que seria em Mateus 10:23 e 16:27-28.
Dispensacionalista, George Meisiner tenta explicar "esta geração" da seguinte forma:
“Porque Jesus fala com judeus que vejo todos os sinais do fim dos tempos, sendo mais bem entendido por “geração” como os contemporâneos vivos durante a Tribulação ““. Essa geração tribulacional ‘, de modo algum passará”, e enfatiza a sua existência ao longo do período de sete anos da tribulação; evento esses que não vão aniquilá-los. Não significa que todo e cada judeu sobreviverão. Mais da metade deles não, mas essa geração, como um todo, passa por todos os sete anos de que todas estas coisas sejam cumpridas. “(A parábola da figueira (Mateus 24:32-36) por George E. Meisinger”)
Então, ele está dizendo que isso não significa que os contemporâneos de Jesus, mas a geração que está viva quando vinher começa a tribulação, o que ele vê como algum tempo no nosso futuro. Hal Lindsey chama isso de "última geração".
Na mesma linha, alguns dizem que a "geração" de Jesus mencionado seria a geração seguinte no caso de Israel se tornar uma nação em 1948. Então, tomando uma geração como 40 anos, disseram que a segunda vinda aconteceria em setembro de 1988. Você se lembra do livro, 88 Razões Pelas Quais o arrebatamento acontecerá em 1988?
Hal Lindsay disse: Quando o povo judeu, depois de quase dois mil anos de exílio, sob perseguição implacável, se tornou uma nação novamente em 14 de maio de 1948, a 'figueira' afirmou as suas primeiras folhas.
Jesus disse que isso indicaria que ele estava 'na porta', pronto para voltar. Então Ele disse: 'Em verdade vos digo, esta geração não passará até que todas estas coisas aconteçam. (Mateus 24:34 NVI).
Que geração? Obviamente, no contexto, a geração que veria os sinais - entre eles os líderes renascentistas de Israel. Uma geração na Bíblia é algo como 40 anos. Se isto é uma dedução correta, então dentro de 40 anos ou mais, de 1948, todas essas coisas poderiam ter lugar. Muitos estudiosos que estudaram a profecia bíblica por toda a vida acreditam que isso é assim. (The Late Great Planet Earth, pp 53-54).
Hal diz que o principal sinal seria o renascimento de Israel. Onde, em Mateus 24 que você vê qualquer coisa remotamente perto de falar de um renascimento de Israel? Ele está falando sobre a destruição de Israel, não o seu renascimento! Ele também diz que dentro de 40 anos, de 1948, todas essas coisas pode acontecer. Bem, já se foi mais de 50 anos e o templo nem sequer foi reconstruído, por isso vai haver um bom tempo antes de ser destruído. Parece que Hal estava por fora.
Outro Dispensacionalista, Robert Deffinbaugh, trata o texto desta maneira:
“No versículo 34, Jesus disse que "esta geração" não passará até que todas "essas coisas" tivesse que acontecer. A dificuldade com estas palavras deve ser óbvio. Como Jesus pode dizer que "esta geração" não passaria até que todas estas coisas acontecessem quando "todas estas coisas" ocorrem como podemos ver agora a quase 2.000 anos? Os eventos descritos nestes versos abranger muitas gerações, para que nenhuma geração se vá sem ver todos eles se cumpridos em sua vida”.


As dificuldades com este versículo levaram alguns a tentativa de redefinir o termo 'geração', de modo que podem ser tomadas de forma mais ampla, para significar tanto "humanidade" ou "Israel". Eu não acho que o contexto de Lucas (ou "geração" o termo em si), vai permitir essa ampliação. Acredito que a geração foi especificamente em vista. Essa geração tinha um privilégio particular e uma responsabilidade especial, ambos relacionados a ser aqueles que testemunharam a vinda do Cristo. Essa geração também teve um julgamento particular, devido à sua rejeição do Messias.
Entendo, portanto, que quando Jesus disse "geração que" não passará até que "todas estas coisas" tivessem acontecido, Ele estava se referindo a geração israelita. Como, então, podemos conciliar essa posição com o fato de que "todas estas coisas" devem acontecer, quando sabemos que alguns vão cair sobre as gerações vindouras? Minha melhor resposta é que "todas estas coisas" realmente não acontecem duas vezes, e sim uma vez. Assim, Jerusalém foi saqueada em 70 dC, em cumprimento das palavras de nosso Senhor. E assim, também, Jerusalém foi pisada sob os pés dos gentios, durante a tribulação (Apocalipse 11:2-3). Há também um sentido em que muito do que nosso Senhor previu que aconteceria (por exemplo, perseguição, traição por parte da família, etc.) é algo que os santos têm experimentado ao longo dos séculos de intervenção.
Agora me deixe perguntar-lhe, que Jesus diz: "Todas estas coisas virão sobre que a geração"? Ele disse que "todas estas coisas" seriam cumpridas em sua geração. Assim foi o evangelho pregado a todo o mundo duas vezes? Existe dois abominável da desolação? Existem duas tribulações? É o Filho do homem para retornar nas nuvens duas vezes? Onde existe um versículo da Bíblia para indicar o cumprimento disso duplamente? Não há absolutamente nada em Mateus 24 para indicar o cumprimento duas vezes!
Quando Jesus disse que "todas estas coisas" ocorreriam antes daquela geração acabar, Ele estava falando sobre tudo o que Ele tinha vindo a discutir a partir do versículo 4 até o versículo 33. Isto incluiu a segunda vinda do Senhor Jesus Cristo em poder e glória. A Pergunta dos discípulos tinha sido quando seria a sua parousia, e no versículo 34, Ele diz-lhes que isso vai acontecer em sua geração.
Há outro versículo em Mateus que nos dá uma referência de tempo da segunda vinda:
Mateus 26:63-64 (NVI) “Jesus, porém, guardava silêncio. E, insistindo o sumo sacerdote, disse-lhe: Conjuro-te pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus. 64 Disseram-lhe Jesus: Tu o disseste; digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu.”
Quem é Ele está se referindo? Verso 63 nos diz que é o sumo sacerdote, que na época era Caifás. Caifás perguntou a Jesus se Ele é o Filho de Deus, o Messias. Jesus respondeu a Caifás, dizendo que ele veria o Filho do Homem sentado à direita do todo Poderoso, e vindo sobre as nuvens do céu. Se Caifás veria isso, como Jesus disse, então deve ter acontecido em sua vida!
Observe as semelhanças entre a resposta de Jesus a Caifás e que ele disse em: Mateus 24:30 (NVI) "Então o sinal do Filho do Homem aparecerá no céu, e depois todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.”
Jesus disse a Caifás: "Você verá o Filho do Homem sentado à direita do Todo Poderoso." Ele disse aos Seus discípulos: "Eles veriam o sinal de que o filho do homem estava no céu." Ele disse a Caifás: "Vereis o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu. "Ele disse aos Seus discípulos:" Eles veriam o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. "É, obviamente, o mesmo evento em ambas as passagens.
Mateus 26:65 (NVI) Então o sumo sacerdote rasgou as suas vestes, dizendo: "Ele tem falado blasfêmia! Que necessidade temos de testemunhas? Olha agora você tem ouvido Sua blasfêmia!
O que Jesus disse que foi identificado por uma blasfêmia? Caifás entendeu que Jesus estava afirmando ser o Messias. A fim de compreender o que Jesus está dizendo, precisamos entender a idéia que está por trás "vindo sobre as nuvens."
Vindo sobre as nuvens do céu “é uma forma simbólica de falar da Sua presença, julgamento e salvação. Durante todo o Antigo Testamento, Deus estava vindo "nas nuvens", na salvação do seu povo e julgamento de seus inimigos.
Êxodo 34:5 (NVI) Então o Senhor desceu na nuvem e ficou com ele lá, e ele proclamou o nome do Senhor.
Salvação: No Salmo 18, Davi fala da sua libertação do Saul usando a linguagem apocalíptica.
Salmos 18:9-12 (NVI) Abaixou os céus, e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés. 10 E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento. 11 Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus. 12 Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva e as brasas de fogo.
Julgamento: A idéia de Deus vindo sobre as nuvens também está associada com o julgamento de seus inimigos:
Isaías 19:1 (NVI) PESO do Egito. Eis que o SENHOR vem cavalgando numa nuvem ligeira, e entrará no Egito; e os ídolos do Egito estremecerão diante dele, e o coração dos egípcios se derreterá no meio deles.
Sabemos que em Isaías 20 Deus usou os Assírios, como instrumentos da Sua ira sobre o Egito, porém ele diz: "O Senhor veio em uma nuvem ligeira..., o Egito vai cambalear em Sua presença." Deus veio ao Egito em julgamento. Sua presença foi manifestada em julgamento. Mas foram os assírios que estavam literalmente presentes.
Linguagem semelhante é usada da queda de Nínive:
Naum 1:3 (NVI) O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés.
Naum 1:5-6 (NVI) Os montes tremem perante Ele, Os montes derretem, e a terra se ergue na Sua presença, Sim, o mundo e todos os que nele habitam. 6 Quem pode suportar a sua indignação? E quem pode suportar o ardor da sua ira? A sua cólera se derramou como um fogo, e as rochas foram por ele derrubadas.
Sabemos que Nínive foi destruída, não literal por Deus que vem do céu sobre as nuvens, mas pelos exércitos invasores dos caldeus e medos em 612 aC. Ou seja, Deus usou uma nação inimiga para exercer o tal Juízo!
Quando Jesus disse que viria sobre as nuvens, Ele estava usando a linguagem apocalíptica dos profetas para identificar-se como o Messias, o Juiz. Caifás reagiu da maneira que ele fez, porque ele sabia que somente Deus veio sobre as nuvens, que foi uma reivindicação de divindade. Ele sabia que Jesus estava afirmando ser o Messias de Daniel 7.
Se o ensino do Senhor na Sua segunda vinda não concorda com o nosso conceito ou ponte de vista “Teológico”, o que devemos fazer? Precisamos mudar nossos conceitos alinhados com os ensinamentos, e não torcer suas palavras para torná-los aptos ao nosso ponto de vista. Esta é a Palavra de Deus, não vamos torcer e distorcê-la, vamos simplesmente apresentar-lhe. Toda a profecia se cumpriu na destruição de Jerusalém, que aconteceu no tempo de vida da geração a que Jesus falou. Não vamos torcer e distorcer as palavras de Jesus para torná-la apta a o nosso pontos de vista não! Sejamos coerentes, honestos e leais as escrituras mesmo que sejamos a minoria.




Por David B. Curtis
Tradução: Pr. Erivelto Soares
Soli Deo Gloria

Seguir por e-mail

Comentários recentes