Seja Bem Vindo ao Maior Portal de Estudos do Preterismo Completo do Brasil Para a Glória de Deus!

Postados até aqui...

Loading...

PRECISAMOS DE SUA AJUDA!

Amigo e irmãos seguidores desse Blog. Em vista de alcançar um número maior de pessoas interessadas em aprender o Preterismo Completo vimos que o nosso equipamento de captação de vídeo tem deixado muito a desejar em termos de qualidade e acreditamos que uma capitação de mais nitidez ajudaria e muito nesse trabalho. Logo; estamos solicitando uma doação de um equipamento dessa natureza: Uma Filmadora, Uma Web Cam de qualidade, Um celular de boa resolução pra filmagem...Em fim, não é necessário que seja nova! Estando em bom estado é que importa. Não estamos tratando de quantia em dinheiro certo? Por tanto; quem tiver um desses equipamentos e sentir o desejo de doa entre em contato no privado e não se preocupe com os encargos de envio. Dês de já agradecemos a atenção dispensada e um abraço. escatologiaplena@hotmail.com

Translate

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

“ As Coisas que devem acontecer em breve...

             Por Ward Fenley 
(Uma análise do N.T do breve espaço de tempo)


O mesmo princípio interpretativo da análise que iremos fazer deve ser implementado com os termos "em breve" e "rapidamente". Os versos primárias que estamos considerando com a palavra traduzida como "em breve" são encontradas em Romanos 16:20; Apocalipse 1: 1; 22: 6:
Romanos 16:20 “E o Deus de paz esmagará Satanás debaixo dos vossos pés (cf. Gênesis 3:15). A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.”
Apocalipse 1: 1 “Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo a seu servo João”:
Apocalipse 22: 6-7 “E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; eo Senhor Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo para mostrar aos seus servos as coisas que devem acontecer em breve.7 Eis que eu venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.”
Primeira definição de Strong para a palavra grega usada nessas passagens é (tachos) que significa "um breve espaço de tempo." Observe a adequação desta definição como ele é usado em outras passagens.
Atos 22:18 “e vi aquele que me dizia: Apressa-te, e vai-te logo de Jerusalém, porque não receberão o teu testemunho acerca de mim.”
Atos 25: 4 “Mas Festo respondeu que Paulo estava guardado em Cesaréia, e que ele mesmo brevemente partiria para lá.”
É muito duvidoso que Paulo teria esperado até Dezembro de 2015, antes que ele deixasse Jerusalém. 
Então vejam; Com estes versos usando a mesma palavra exata, só podemos concluir que o apóstolo João estava iniciando o Apocalipse com o aviso urgente de que Cristo estava voltando em um breve espaço de tempo. O N.T conclui o tempo cronológico do cumprimento profético. Veja que Satanás estava prestes a ser esmagado (Romanos 16:20) e Cristo estava voltando em breve.
Apocalipse 2: 5 Lembre-se, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; ou se não, virei a ti em breve, e removerei o teu candelabro do seu lugar, caso não te arrependas.
Apocalipse 2:16 “...Arrepende-te; ou se não, virei a ti em breve, e contra eles batalharei com a espada da minha boca.
Apocalipse 3:11 Eis que venho sem demora: guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
Apocalipse 22: 7 Eis que eu venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
Apocalipse 22:12 E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra (cf. Mateus 16: 27,28).
Apocalipse 22:20 Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Mesmo assim, vem, Senhor Jesus.
Há muitos pontos de vista sobre aqueles a quem João estava se dirigindo quando ele identificou as sete igrejas e os seus vários problemas! É absurdo ver tantos teólogos que ignoram a precisão determinada por Deus quanto o tempo de sua vinda!  Quando eu era um dispensacionalista (ou Futurista), eu pensava e  sempre disse que as sete igrejas representadas no livro de Apocalipse eram os diferentes períodos de tempo ao longo da história da igreja. Claro, os dispensacionalistas sempre identificaram a igreja do século XX como a igreja de Laodicéia. Alguns até têm a audácia de identificar o início do movimento dos Irmãos Plymouth como a igreja de Filadélfia. (Gostaria de alertar aqueles que falam bem de si mesmos (Apocalipse 3:17 "Porque dizes, eu sou rico, e aumentou com a mercadoria, e não preciso de nada, e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego e nu ")). Confesso que o ensino hiper-dispensacionalista de John Nelson Darby é hoje muito popular e é amplamente aprovada por muitos líderes modernos. 
 Ao examinarmos os destinatários de João em Apocalipse 2 e 3, vemos as declarações de tempo que foi de urgência que só poderia estar se referindo a pessoas que viviam  naquela época. Para a igreja de Éfeso, escreve:
Apocalipse 2: 5 “...Lembre-se, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; ou se não, virei a ti em breve, e removerei o teu candelabro do seu lugar, caso não te arrependas.
Para a igreja de Pérgamo ele escreve:
Apocalipse 2:16 “...Arrepende-te; ou se não, virei a ti em breve, e contra eles batalharei com a espada da minha boca.”
Para a igreja de Tiatira, ele menciona Jezabel, a falsa profetisa. Ele adverte:
Apocalipse 2:22 “Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. (Será que isso não nos diz sobre o momento da grande tribulação?)
Ele também aconselha Tiatira:
Apocalipse 2:25 “Mas o que tendes, retende-o até que eu venha.”
Para a igreja de Sardes escreve:
Apocalipse 3: 3 “Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e tu não sabe o que hora virei sobre ti.
Para a igreja de Filadélfia, escreve:
Apocalipse 3:11 “Eis que venho sem demora: guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
Vemos que, pelo menos, cinco das sete igrejas foram admoestadas, Pela precisão da urgência vinda de Cristo. Os outros dois receberam advertências que foram claramente referindo-se a um julgamento próximo.
João usou a palavra rapidamente, não só porque ele tinha revelação direta de Deus, mas também porque ele entendeu as questões do Senhor Jesus Cristo em detrimento do discurso Apocalipse de Mateus 24, Marcos 13 e Lucas 21. João tinha visto os sinais e, portanto, sabia que sua geração era a geração que estaria vivo na vinda do Senhor. Isso nos leva a uma frase importante a respeito da vinda do Senhor Jesus Cristo.

AINDA UM POUCO DE TEMPO...
Jesus disse em João 7:33 "Então disse-lhes Jesus: Ainda um pouco de tempo estou convosco, e depois vou para aquele que me enviou", e em João 13:33: "Filhinhos, ainda por um pouco tempo estou com vocês, Vocês vão me procurar:. e como eu disse aos judeus: então agora eu digo a você Para onde eu vou, vós não podeis; ". Cristo obviamente não esperaria dois mil anos para ascender ao Pai para tomar o trono; nem viria Jesus fisicamente pra Terra há dois mil anos. João 12:35 lê "Então Jesus disse-lhes: Ainda um pouco de tempo a luz está com vocês.  Andai enquanto tendes a luz, para que as trevas não vos:.. Pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai" João 14:19 também diz: "Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis, porque eu vivo, vós também vivereis." A palavra grega usada em vermelho nos dois últimos versos citados é mikron e falam claramente de "um pequeno espaço de tempo ou grau." Fonte: Concordância Exaustiva de Strong. Em Hebreus, a frase que é usada não é empregada em nenhum outro lugar no N.T, no entanto, contém a mesma palavra usada nas passagens acima:
Hebreus 10: 36-37 “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. 37 Pois ainda um pouco, e o que há de vir virá, e não tardará.”
A frase grega "um pouco" é eti gar micron OSON OSON; Tradução: "Pois ainda um pouco, muito pouco tempo." Não é só um estudioso grego que pode lidar com esta frase. A promessa é certa: "Aquele que há de vir virá, e não tardará."  A passagem ´´e clara em sua declaração expressa que diz: "não tardará." Mais uma vez, "Aquele que há de vir virá." 
É óbvio que Ele não falhou. Não só Ele veio, mas veio quando ele disse que estava para vir- "em pouco tempo." Devemos considerar também o público abordado aqui. Versículo 36 diz: "Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa." Aqui vemos a garantia de que eles (OS CRISTÃOS HEBREUS) iriam receber a promessa NÃO EM UM ESPAÇO PRA MAIS DE 2000 ANOS, mas em pouco tempo.  Será que Cristo ou o escritor de Hebreus se enganaram quanto o espaço de tempo? Há quem diga que o Senhor Jesus mentiu! Porém essa não pode ser uma afirmação de um genuíno cristão "Porque é impossível que Deus minta". Hebreus 6:18. 

A verdade é que o Senhor Jesus foi fiel a promessa que Ele deu em Mateus 24 no discurso Apocalíptico. Ele disse aos discípulos que sua geração não passaria "não passará essa geração até que se cumpram todas as coisas." E tudo gloriosamente se cumpriu.

Soli Deo Gloria

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O COLAPSO DO UNIVERSO

        Por  O. G. Silva

"E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. " Mateus 24:29

No que diz respeito a esta profecia, muitos a associam com a ideia de um colapso cósmico resultante de um retorno futuro de Cristo; contrariando o senso comum daqueles que se restringem a interpretação literal dos textos bíblicos, Jesus não predisse a destruição de corpos celestes do nosso sistema solar. As escrituras muitas vezes trazem figuras de linguagem para expressar um sentido não literal ao texto, de maneira que somente possa ser discernido espiritualmente. Sabemos que repetidas vezes Jesus falou por parábolas, semelhantemente às parábolas de Jesus, a linguagem figurativa revela as verdades ocultas do reino de Deus, entretanto não a todos; aos mansos, simples e humildes, traz luz e entendimento, enquanto aos orgulhosos e rebeldes, julgando-se sábios, traz mais confusão (Mateus 13:10-17). Longe de um colapso cósmico, os elementos se dissolvendo (2 Pedro 3), devem ser compreendidos em paralelo com a destruição de Jerusalém e do templo dos judeus, narradas nos textos de Mateus 24:1-51, Lucas 21:5-38 e Marcos 13:1-37. Aqui, a escatologia é Pactual e não cósmica, os elementos se dissolvendo, representam mudança de governo e domínio, precisamente a dissolução do pacto judaico. Os escurecimentos do sol e da lua apontaram o fim da lei de Moisés e do sacerdócio Levítico, para dar lugar ao reino de Deus (a plenitude da graça); sendo o próprio Senhor, mediador e Sumo Sacerdote do novo pacto (Hebreus 7:11-28). As estrelas caindo do céu referiram-se à condenação de Israel, pela desobediência, incredulidade e rejeição a Cristo; sendo verdadeiro que a lei iniciou neles, seguramente que também terminou neles; nesse instante, os israelitas deixaram de ser o povo da aliança. Na nova aliança, a graça de Deus foi oferecida a israelitas e gentios (não israelita), não havendo mais distinção entre os dois povos (Efésios 2:11-22). O cumprimento da profecia teve como marco histórico a destruição de Jerusalém e do templo em 70 d.C., na ocasião, os maiores símbolos da antiga aliança. Com a derrota da Grande Revolta Judaica (meados de 66 a 70 d.C.), as tropas do imperador romano Vespasiano, sob o comando de seu filho o general romano Tito Flávio, futuro imperador, capturou Jerusalém, aproximadamente um milhão e trezentos mil judeus foram mortos e outros cem mil foram escravizados, a cidade ficou em ruínas e o templo dos judeus foi demolido acidentalmente no incêndio, pondo um fim no culto judaico, nos seus rituais e sacrifícios. Jacó ao interpretar o sonho profético de seu filho José, entendeu a simbologia dos elementos presentes no sonho; compreendeu que ele e sua esposa, figurados pelo sol e a lua, representaram governo; enquanto seus filhos, figurados pelas estrelas, representaram o povo governado.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

A FRUSTRAÇÃO SENSACIONALISTA DO TÉTRADE (AS LUAS DE SANGUE)




  Por Erivelto Soares

O eclipse lunar ocorrido ontem (27/09/2015) que veio fechar  uma série de 4 eclipses totais, sem nenhum eclipse parcial entre eles, que iniciou em 14 de Abril de 2014, foi sem duvida um acontecimento marcante em nossos dias. Essa série de 4 eclipses seguidos é chamada de tétrade de eclipses, que é difícil de acontecer, mas é perfeitamente explicável através da configuração das órbitas da Terra e da Lua em relação ao Sol. O último deles aconteceu entre 2003 e 2004 e o próximo acontecerá entre 2032 e 2033. O curioso é que os eclipses que ocorrem em uma tétrade não são tão escuros quanto um outro eclipse total qualquer.
O problema é que diante desse fenômeno, milhares de aproveitadores surgiram com previsões sensacionalista  do retorno de Cristo e o arrebatamento da igreja. Em 2008 dois pastores americanos publicaram um livro chamado “Quatro Luas Sangrentas: Alguma coisa está para mudar”, em que anunciam que a tétrade, traria uma grande mudança que se concretizaria com o último dos eclipses em setembro com a segunda vinda de Jesus. Essa bobagem foi parar na internet e ganhou tanta popularidade que o tal livro entrou para a lista dos mais vendidos nos EUA por várias semanas! Sem entrar muito em detalhes, o livro relata passagens bíblicas, eventos sagrados, todos conectados com tétrade que ocorreram no passado. Engraçado que um dos autores afirma que as mudanças que estariam por vir aconteceriam em escala global, enquanto o outro acredita que as mudanças ocorreriam apenas em Israel, que só verá (parcialmente) o último dos eclipses da tétrade atual. Eles já se contradizem entre si! Outro sujeito que se faz de mensageiro de Deus e vem na mesma leva profética das luas pra aumentar sua popularidade religiosa é o PROFETA DAVID OWUOR ele declara: “A CONTAGEM REGRESSIVA PARA O ARREBATAMENTO DA IGREJA DE CRISTO VAI COMEÇAR!!! O REI JESUS ESTÁ VINDO!  A 4ª E ÚLTIMA "LUA DE SANGUE", ENTÃO VATICINADA EM JOEL 2.31; ATOS 2.20 & LUCAS 21.25. O SENHOR JESUS ESTÁ ÀS PORTAS PARA ARREBATAR A SUA AMADA NOIVA - A SUA IGREJA. ELE ESTÁ AVISANDO! ELE ESTÁ VINDO! ELE NÃO VAI DEMORAR, ESTA FOI A ÚLTIMA "LUA DE SANGUE" DA ÚLTIMA TETRAD JUDAICA . SHALOM”.
Irmãos amados! Eventos astronômicos causados por fenômenos e combinação de fenômenos físicos naturais que se repetem ao longo da história não têm nada de extraordinário! Nada de prenúncio de fim do mundo, nada de retorno de ninguém!

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Há inspiração divina na declaração Preterista que toda escritura se cumpriu em 70 d.C?

O Antigo Testamento foi caracterizado por uma paciente espera do reino e reinado do Messias. Os judeus da época de Jesus reconheceram que o tempo para os cumprimentos proféticos do Antigo Testamento estava próximo. Quando João Batista apareceu, "O povo na expectativa arrazoavam todos em seus corações de João, pensando ser ele o Cristo, ou não" (Lc. 3:14). Jesus começou o seu ministério proclamando o reino e reinado, dizendo: "O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo: arrependei-vos e crede no evangelho" (Mc 1:15.). Os profetas não fizeram uma distinção entre a primeira e a segunda vinda de Cristo, mas tratou-os como uma unidade, interrompido apenas por uma breve ausência, quando o Messias seria "cortado" (Dn. 9:26). No entanto, o Messias iria voltar, e "destruirá a cidade e o santuário." 

Jesus ensinou que seu retorno era tão iminente que os apóstolos não teriam oportunidade de evangelizar plenamente a Palestina: "Quando vos perseguirem numa cidade, fugi com a outra; porque em verdade vos digo: Vós não deve ter ido percorrer as cidades de Israel , até que o Filho do homem seja vir "(Mat. 10:23). Jesus falou quanto o tempo do seu reino, quando ele declarou: ". Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai com seus anjos, e então retribuirá a cada um segundo as suas obras Em verdade eu vos digo: Não ser alguns aqui que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino "(Mat. 16: 27,28). Lucas afirma que o reino e reinado de Cristo viria nos eventos marcando a destruição de Jerusalém:. "Assim também vós, quando virdes essas coisas acontecerem, sabei que o reino de Deus está próximo verdade vos digo você esta geração não passará, até que tudo seja cumprido "(Lc. 21: 31,32; cf. II Timóteo 4: 1.). O retorno do Messias seria naquela geração, alguns dos apóstolos viveria para testemunhar isso. Pouco antes de sua ascensão, João foi expressamente nomeado entre os discípulos que estaria vivo no retorno de Cristo: "Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti me seguir?" (João 21:22 ). 
 A proximidade da segunda vinda de Cristo é afirmada repetidamente. Paulo disse: "Mas digo isto, irmãos, o tempo é curto" (I Cor. 07:29). Tiago disse, "a vinda do Senhor está próxima ... o juiz está à porta" (Tg. 5: 8,9). Pedro declarou, "o fim de todas as coisas está próximo" (I Pe. 4: 7). O Epístola aos Hebreus faz várias declarações inequívocas neste sentido, quando ele diz: "Pois ainda um pouco, e o que há de vir virá, e não tardará" (Heb. 10:37). A proximidade do dia é visto no fato de que seus leitores "veria o dia se aproxima" (Heb. 10:25). O apóstolo João indicou a proximidade do fim, quando afirmou que eles estavam na "última hora" : "Filhinhos, esta é a última vez; e, como ouvistes que vem o anticristo, mesmo agora há muitos anticristos, por onde conhecemos que é a última vez "(I João 2:18.). 

A proximidade do retorno de Cristo é repetida várias vezes ao longo do livro de Apocalipse em termos inconfundíveis, dizendo, o "tempo está próximo" (Apocalipse 1: 4; 22:10), "Eis que venho sem demora" (Apocalipse 2: 5 , 16; 03:11; 22: 12,20), "Eis que venho como um ladrão" (Apocalipse 3: 3; 16:15), e as coisas da profecia "em breve devem acontecer" (Ap . 1: 1; 22: 6). Não há nada de difícil em qualquer dessa linguagem; todos os que queiram podem ver claramente que Jesus e seus apóstolos ensinaram a igreja do primeiro século para a ardente expectação da volta do Senhor. A dificuldade não surge tanto do tempo do anunciou ao retorno de Cristo, mas a compreensão de sua forma. Porque os homens têm sido ensinados que o retorno de Cristo marcaria o fim do universo, e sua existência para além do período de tempo especificado forçou-os a explicar as expressas declarações de tempo e recorrer a teorias do cumprimento atrasado ou duplo cumprimento e afirmações que Cristo e os apóstolos estavam simplesmente errados. O Preterismo Completo por tanto rejeita todas essas teorias, afirmando que os elementos de tempo não pode ser desconsiderado ou explicado consistentemente por uma inspiração externa e verbal. Se esse for o caso, a própria autoridade das escrituras está em jogo! 

Kurt Simmons

terça-feira, 28 de julho de 2015

ESCATOLOGIA DE ALIANÇA OU CÓSMICA?
















William Bell

Um  dos grandes  problema cristãos (e não cristãos) têm sido  a incapacidade de compreender adequadamente a natureza da escatologia ensinada na Bíblia. É BOM QUE SE ENTENDA É QUE AS  Profecias escatológicas não estão focados em dissolução cósmica material, mas na transformação de aliança. Em outras palavras, "escatologia " é o ensinamento bíblico mais exato.
O que é a escatologia de Pacto? É a transição da Antiga Aliança do pecado e da morte de Israel, muitas vezes chamado o ministério da morte (2 Cor. 3) ou Torá, com a nova aliança (ministério da vida). É a realização de um novo mundo de justiça em que "o pecado" sob a qual o homem caiu no jardim é removido por meio de Cristo através de sua morte e parousia ("segunda" vinda).


O que os cristãos devem entender sobre o Fim do Mundo?

A Bíblia, em vez de ensinar que o fim do mundo está próximo, realmente ensina exatamente o oposto. A crença de que o mundo vai acabar algum dia (geralmente acredita-se ser iminente e em nossa geração) é uma distração e leva ao escapismo. Isso faz com que nós filhos de Deus vejamos o mundo como secular, em vez de espiritual e, portanto, resulta em uma mentalidade de abandono.
Cristãos se reúnem e trata do fim do planeta terra como o "mal", fugindo assim para o refúgio seguro dos edifícios e metrópoles para a espera no Senhor nas nuvens. Este é um paradigma horrível e vemos os resultados horríveis onde o mundo de hoje é descrito como um lugar mal que precisa de uma purgação pelo fogo.
Ao tomar um olhar rápido do "fim", podemos ver que Deus não está preocupado com o fim do mundo em que vivemos nem ele vem por meio das Escrituras assumir que a terra um dia será livre de todas as pessoas más. Em Apocalipse 22, após o novo céu e a terra chegar, a cidade santa de Deus Nova Jerusalém desceu do céu para estar com os homens na Terra, (Apocalipse 21: 1-3). Porém nós ainda encontrarrmos maldade na terra. Considere o que Deus diz sobre aqueles que estão fora da cidade santa. “Bem-aventurados aqueles que guardam os Seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar pelas portas na cidade. Fora ficam os cães, os feiticeiros, adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo aquele que ama e pratica a mentira.” (Apocalipse 22: 14-15)
Não só Deus decidiu que não iria dar  fim do mundo, ele também afirmou que ele não iria destruir todos os ímpios como ele fez uma vez durante o dilúvio. Considere a sua avaliação do homem após o dilúvio nos dias de Noé. A ocasião do dilúvio foi a maldade do homem, Gênesis 6: 5-7, 12-13.
No entanto, após o dilúvio, Deus disse, mesmo que o coração do homem seja má continuamente, ele nunca iria destruir todos os seres vivos, como tinha feito! "E o Senhor cheirou o aroma calmante. Então disse o Senhor em Seu coração. "Eu nunca vou a amaldiçoar a terra por causa do homem, embora a imaginação do coração do homem é má desde a sua mocidade; nem vou novamente destruir todos os seres vivos como fiz. "(Gn 8:20). 
Deus não apenas fez uma promessa de nunca destruir todos os seres vivos, como ele também prometeu que enquanto a terra permanecer ela permaneceria sob seu cuidado protetor com promessas de fornecimento de alimentos, para sustentar a vida no planeta e  nunca cessar, (Gen. 8:21).

segunda-feira, 22 de junho de 2015

O PLANETA TERRA SERÁ DESTRUÍDO?


       Por O. G. Silva

E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Mateus 24:29 

Corpos celestes se desfazendo, não significa a destruição do sistema solar que conhecemos; a bíblia, muitas vezes traz figuras de linguagem para expressar um sentido não literal ao texto, de maneira que somente possa ser discernido espiritualmente. Sabemos que repetidas vezes Jesus falou por parábolas, semelhantemente às parábolas de Jesus, a linguagem figurativa revela as verdades ocultas do reino de Deus, entretanto não a todos; aos mansos, simples e humildes, traz luz e entendimento, enquanto aos orgulhosos e rebeldes, julgando-se sábios, traz mais confusão (Mateus 13:10-17). Aqui, o sol e a lua representam governo, e as estrelas o povo governado; mais precisamente, o escurecimento do sol e da lua referem-se à lei mosaica ministrada pelo sacerdócio levítico, enquanto as estrelas caindo do céu, ao povo de Israel. Em sua profecia, Jesus anunciou o fim do antigo pacto, o término da lei mosaica e do sacerdócio levítico para dar lugar ao reino de Deus (a graça), sendo o próprio Senhor Jesus o Sumo Sacerdote (Hebreus 7:11-28); também anunciou que Israel tropeçaria por não receber o Cristo e que deixaria de ser o povo da aliança. Na nova aliança, a graça de Deus foi oferecida a israelitas e gentios (não israelita), não havendo mais distinção entre os dois povos (Efésios 2:11-22). 

O cumprimento da profecia, teve como marco a destruição de Jerusalém e de seu templo em 70 d.C., símbolos do antigo pacto; durante a primeira guerra judaico-romana, as tropas do imperador romano Vespasiano, sob o comando de seu filho o general romano Tito Flávio, futuro imperador, capturou Jerusalém, aproximadamente um milhão e trezentos mil judeus foram mortos e outros cem mil foram escravizados, a cidade ficou em ruínas e o templo dos judeus foi demolido acidentalmente no incêndio. Jacó ao interpretar o sonho profético de seu filho José, entendeu a simbologia dos elementos presentes no sonho, posteriormente José tornou-se governador do Egito, e seu pai e seus irmãos se sujeitaram a ele. Teve José outro sonho, e o contou a seus irmãos, dizendo: Tive ainda outro sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam perante mim. Quando o contou a seu pai e a seus irmãos, repreendeu-o seu pai, e disse-lhe: Que sonho é esse que tiveste? Porventura viremos, eu e tua mãe, e teus irmãos, a inclinar-nos com o rosto em terra diante de ti? Gênesis: 37:9-10 Ezequiel, em sua profecia, referindo-se ao julgamento do Egito, que seria conquistado pela Babilônia, também usou figuras de linguagem para simbolizar esse juízo e a troca de governo. E, apagando-te eu, cobrirei os céus, e enegrecerei as suas estrelas; ao sol encobrirei com uma nuvem, e a lua não fará resplandecer a sua luz. Todas as brilhantes luzes do céu, eu as enegrecerei sobre ti, e trarei trevas sobre a tua terra, diz o Senhor DEUS. Ezequiel 32:7-8 Isaías, também usou figuras de linguagem semelhantes à de Jesus, para simbolizar o juízo e a troca de governo em sua profecia contra a Babilônia, posteriormente conquistada pelos Medos e Persas em 539 a.C. Porque as estrelas dos céus e as suas constelações não darão a sua luz; o sol se escurecerá ao nascer, e a lua não resplandecerá com a sua luz. E visitarei sobre o mundo a maldade, e sobre os ímpios a sua iniquidade; e farei cessar a arrogância dos atrevidos, e abaterei a soberba dos tiranos. Isaías 13:10-11 Por isso farei estremecer os céus; e a terra se moverá do seu lugar, por causa do furor do Senhor dos Exércitos, e por causa do dia da sua ardente ira. Isaías 13:13 Segundo a bíblia, a terra será destruída? 
Após o dilúvio, Deus prometeu que não voltaria a destruir toda a humanidade. Sentiu o Senhor o suave cheiro e disse em seu coração: não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice; nem tornarei mais a ferir todo vivente, como acabo de fazer. Enquanto a terra durar, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite. Gênesis 8:21-22 A falsa ideia generalizada do fim do mundo é alimentada pelas interpretações levianas das escrituras, sobretudo as do livro do Apocalipse; pela pseudociência que faz uso de afirmações vagas, exageradas ou improváveis, sem aplicação de um método científico válido; pelas produções sensacionalistas de Hollywood; pelas profecias especulativas e controvertidas, como a de Nostradamus ou a interpretação equivocada do calendário Maia, ambas causaram grande repercussão; e, especialmente, após o tema sustentabilidade fazer parte da agenda internacional, cientistas estão trabalhando em favor de governos e indústrias, lançando falsas hipóteses como produtos de mercado, entre as falácias, preferida e mais polêmicas, o aquecimento global; tema amplamente abordado pela mídia e escolas do mundo inteiro. Vejamos os versículos seguintes. Uma geração vai-se, e outra geração vem, mas a terra permanece para sempre. Eclesiastes 1:4 Permaneça o seu nome eternamente; continue a sua fama enquanto o sol durar, e os homens sejam abençoados nele; todas as nações o chamem bem-aventurado. Salmos 72:17 Edificou o seu santuário como os lugares elevados, como a terra que fundou para sempre. Salmos 78:69 O Senhor reina; está vestido de majestade. O Senhor se revestiu, cingiu-se de fortaleza; o mundo também está estabelecido, de modo que não pode ser abalado. Salmos 93:1 A tua fidelidade estende-se de geração a geração; tu firmaste a terra, e firme permanece. 

 Salmos 119:90 Quão grandes são os seus sinais, e quão poderosas as suas maravilhas! O seu reino é um reino sempiterno, e o seu domínio de geração em geração. Daniel 4:3 Mas ao fim daqueles dias eu, Nabucodonosor, levantei ao céu os meus olhos, e voltou a mim o meu entendimento, e eu bendisse o Altíssimo, e louvei, e glorifiquei ao que vive para sempre; porque o seu domínio é um domínio sempiterno, e o seu reino é de geração em geração. Daniel 4:34 E foi-lhe dado domínio, e glória, e um reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído. Daniel 7:14 a esse seja glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém. Efésios 3:21 Deus estabeleceu o seu reino, o seu nome, o seu domínio, a sua glória e a sua honra eternamente, de geração em geração; do mesmo modo, também estabeleceu a terra, o sol, a lua, relacionando a duração do seu reino com a duração desses corpos celestes; se de alguma forma os elementos pudessem ser destruídos, logo o reino de Deus teria fim, vimos que a bíblia não nos ensina isso. 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

DEBATE POR ESCRITO (PR. ERIVELTO SOARES) X (MIN. CLAUDIO ROBERTO) SOBRE A SEGUNDA VINDA DE CRISTO



TEMA: O QUE VAI ACONTECER NA SEGUNDA VINDA DE CRISTO
Estudo de Claudio Roberto ministro da Igreja evangélica da reconciliação

Esse estudo foi desenvolvido na tentativa de refutar as implicações da Escatologia Consumada em I Tessalonicenses 4:13-17

Segue-se a minha observação em vermelho: (Pr. Erivelto Soares)
Primeiro lugar é impressindível saber a data e o propósito pela qual o Ap. Paulo escreve essa epístola: Quando foi escrito? O livro de 1 Tessalonicenses foi escrito em cerca de 50 dC.
Propósito:? Na igreja de Tessalônica havia alguns mal-entendidos sobre o retorno de Cristo. Paulo desejava esclarecê-los em sua carta. Ele também a escreve como uma instrução a uma vida santa.
Muito bem, como tenho provado que a vinda do Senhor Jesus já se realizou em 70 d.C, o texto citado pelo irmão só vem apoiar a definição que faço já ter acontecido tal ato, pois Se I Tessalonicenssses foi inscrito em 50 d.C é obviu que a segunda vinda pra eles ainda era uma esperança dentro daquele tempo.
O Senhor Jesus foi claro em Mateus 24:34 que não passaria “Aquela geração” e Aquela geração durou precisamente até 70 d.C devastada pelo exercito Romano para se cumprir tudo que estava escrito. Isso está bem estampado em Lucas 21:20-22 “Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, saiam; e os que nos campos não entrem nela. Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas. Lucas 21:20-22
Quando é que se cumpriria todas as coisas que estão escritas? Não precisa ser formado em teologia pra saber que todas as coisas deveriam se cumprir quando Jerusalém fosse devastada por exército certo?
Muito bem, uma vez que analisamos o tempo da epístola, vamos agora tratar do propósito dela: “Havia alguns mal-entendidos sobre o retorno de Cristo. Paulo desejava esclarecê-los”. Os falsos mestres estavam em grande atividade nessa etapa da igreja, é tão preciso isso que o próprio Ap. Paulo exortou aos presbíteros de Éfeso: “Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós. “ Atos 20:29-31


Só em Atos temos uma lista desses falsos mestres: Teudas, Elimas, Himineu e fileto e um tal egípcio. Não era de admirar que os ensinos de Paulo estavam sendo distorcidos e quando ele escreve a os irmãos de tessalônica, ele começa a reeducalos na verdade para que eles estivessem firmes para o tão esperado encontro nos ares com Cristo.
Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.” 1 Tessalonicenses 4:13-17


Texto: 1 Tessalonicenses 4.13 a 17
Neste texto o apostolo explica o que vai acontecer no dia da segunda vinda do Senhor, diz o apostolo que neste mesmo momento em fração de segundo os filhos e elementos serão transformados haverá novo céu e nova terra, Deus e seus filhos reinaram para sempre nesta nova terra e novo céu eternamente.
1 – Naquele exato momento o que acontecera
a – No versículo 13 o apostolo enfatiza a falta deste conhecimento de alguns irmãos trazendo muita duvidas deste assunto que é crucial para toda a igreja.
b – Apartir do versículo 14 o apostolo vem explicando como vai suceder estes fatos os mortos em cristo ressuscitaram primeiro depois nós os vivos seremos arrebatados veja que tudo isso não tem intervalos de tempo ou lugares raça ou nação, isso acontecera no exato momento da segunda vinda do Senhor Jesus, no versículo 16 o apostolo diz que o Senhor descera ao nosso encontro vivos e os que foram ressuscitado versículo 17 entre nuvens esta palavra encontro no original Apantezi era muito usada na época quando alguém recepcionava um visitante,ir ao encontro,como se recebe um visitante a porta e volta com ele.Veja que o apostolo não separa judeu ou gentil simplesmente ele ensina que naquele momento haverá um encontro entre nuvens após este encontro votaremos com Ele para o novo céu e nova terra, lugar que o próprio senhor preparou onde ha muitas moradas.
Ok! Tudo isso que você citou baseado no texto está correto uma vez que ELES AGUARDAVAM TAL ENCONTRO NOS ARES! OU SEJA; o Ap. Paulo sabia que aqueles dias eram os dias finais da Aliança “ Depois nós, os que ficarmos vivos...” Observe que o Pronome pessoal oblíquo “Nós' não se refere a nós hoje do século 21, corresponde a igreja do primeiro século, a geração de Mateus 24:34.
É importante também deixar claro que: A ressurreição dos mortos tão esperada pelo sistema religioso nada mais foi de que um evento voltado diretamente à igreja do primeiro século. Santos e injustos estavam no hades, pois o pecado e a morte tinham poder contra eles, na verdade não só a eles, mas a todos aqueles que estavam vivos antes de 70 d.C. todos aqueles que tiveram parte na primeira ressurreição (Ressurreição Jurídica e moral) não estavam isentos da morte hadeana. Então vindo Cristo ao soar da trombeta de Deus, a lei do pecado e da morte deixou de existir, o hades foi abolido, os justos tomaram posse do reino e os condenados foram para dentro do lago de fogo, a saber, a segunda morte. Com relação a nossas vidas hoje já falamos; o Justo agora vai diretamente para o céu após a morte do corpo (II Coríntios. 5:1-10) Apocalipse 20:11-15. O problema é que as pessoas querem uma prova visual desse evento, porém a Bíblia é clara que o reino é Espiritual. (Lucas 17:20-21).

b – Após este encontro todos voltaram com o Senhor para nova terra
Em João 14.1... Veja que o senhor diz que preparara lugar (preparar lugar) siguinifica que eEle estar reinando eEle estar aguardado por os inimigos por estrados dos seus pés quando aniquilar satanás e seus anjos quando ele estabelecer seu reino eterno .
O ensino arrebatamento não fazia parte do Credo dos Apóstolos, nem foi um ensinamento aceito dentro do cristianismo ortodoxo pelos primeiros 1800 anos de História da Igreja. Nos últimos 100 anos, este vento de doutrina tem soprado através da igreja e ganhou significativa aceitação, mas é uma doutrina bíblica o arrebatamento? Nunca! Muitos cristãos desconhecem que essa doutrina foi elaborada por uma Jovem chamada MARGARET MACDONALD na Escócia em 1830! Enfatizada por Darby e apresentada por Scofild o qual é o pioneiro da nossa geração.
Outra coisa importante. A palavra “Nos ares” não está referindo-se ao ar não, onde aviões voam, e existem as nuvens físicas não! Um estudo da palavra no ar no grego revela que está se referindo ao ar imediatamente ao nosso redor. É o ar que se inalar. É assim que entendemos a  proteção, o acolhimento de Deus ao redor da igreja! Outra observação: uma exposição ampliada de versículo 17, no grego, capturando os termos e as nuances se lê: Então, a partir daí e, sucessivamente, nós os vivos permanecendo, juntamente com eles, seremos protegidos, acolhidos e entregues a partir dos poderes de escuridão ao encontro do Senhor e assim, estaremos para sempre com o Senhor.

c – Deus vai destruir toda esta terra cosmo e fazer tudo novo
* Em Adão toda a terra se tornou maldito, em Cristo toda terra tonara bendito.
A Bíblia ensina que a Terra nunca vai acabar! Se pensarmos como pensam os futuristas, iremos nos deparar com uma enorme contradição com as escrituras! Veja o que diz a bíblia com respeito a o planeta terra.
E edificou o seu santuário como altos palácios, como a terra, que fundou para sempre. Salmos 78:69
O SENHOR reina; está vestido de majestade. O SENHOR se revestiu e cingiu de poder; o mundo também está firmado, e não poderá vacilar.
Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum.  
Salmos 104:5
A tua fidelidade dura de geração em geração; tu firmaste a terra, e ela permanece firme. Salmos 119:90
O teu reino é um reino eterno; o teu domínio dura em todas as gerações. Salmos 145:13
Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus. Louvem o nome do Senhor, pois mandou, e logo foram criados. E os confirmou eternamente para sempre, e lhes deu um decreto que não ultrapassarão. Salmos 148:4-6   
Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece. Eclesiastes 1:4
Se a terra fosse realmente destruída como se pensa, O reino de Deus teria prazo de vencimento e não é isso que a Bíblia ensina.
Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. Lucas 1:32-33
O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado. Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, que só ele faz maravilhas.E bendito seja para sempre o seu nome glorioso; e encha-se toda a terra da sua glória. Amém e Amém. Salmos 72:17-19
ENTENDA: E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? Mateus 24:3
Os discípulos perguntaram a Jesus sobre o fim dos tempos em outras versões encontramos fim do mundo. Na verdade o Novo Testamento confirma que os cristãos do primeiro século estavam vivendo no final dos tempos não que indicasse um fim para o planeta terra, e sim eles estavam vivendo no fim da era da Antiga Aliança, que faleceu no ano 70 d.C!
É importante notar que em Mateus 24:3 a palavra mundo em muitas versões do texto É ENTENDIDA ENGANOSAMENTE! Na verdade a palavra grega aqui não é cosmos [mundo], mas aion, que significa tempo ou período de tempo marcado por sua característica moral e espiritual, época, idade, século ou idade. Os discípulos estavam perguntando sobre o fim desse tempo, não do mundo COMO SE ELES IMAGINASSEM QUE O PLANETA TERRA TIVESSE QUE UM DIA SER DESTRUÍDO....
Os autores do Novo Testamento disseram que estavam vivendo no final dos tempos; OU MELHOR NO FIM DA DISPENSAÇÃO DA LEI!(AION)
2 Pedro 3.5... O apóstolo Pedro explica que semelhantemente assim como a terra dos dias de Noé acontecera nesta segunda vinda de Cristo toda a maldição que foi imputada por adão será aniquilada na vinda de cristo nada do que existe hoje vai prevalecer toda injustiça findará.
VAMOS ENTENDER A QUESTÃO DESSE TEXTO: "A destruição dos homens ímpios" como aquela sofrida pelos ímpios dos dias de Noé (2 Pedro3 :5-7). Durante todo o Seu ministério Jesus traçou esta analogia (ver Mateus 24:37-39 e Lucas17 :26-27).
Assim como Deus destruiu o "mundo" da era antediluviana pelo Dilúvio, assim também o "mundo" de Israel do primeiro século foi destruído pelo fogo na queda de Jerusalém.
Pedro descreve esse julgamento como a destruição dos "céus e a terra" (v. 7), abrindo caminho para "novos céus e nova terra" (v. 10). Por causa de uma má interpretação os religiosos imaginam que Pedro estivesse falando de um"colapso do universo" a terminologia usada nesta passagem, muitos erroneamente supõe que Pedro está falando do ponto final do céu e da terra física, ao invés da dissolução do Pacto do Velho Mundo, a velha ordem.
LEMBRE-SE; O COSMOS NÃO SERÁ DESTRUÍDO!


Em Romano 8.18 toda a criação espera esta transformação assim também os filhos de Deus (todos os predestinados) veja que vivêramos no lugar e tudo se fará novo. A Ressurreição dos filhos de Deus no corpo já glorificado exige um novo céu e uma nova terra lugar este que seria preparado por Deus.
A hora da redenção, adoção e manifestação dos filhos de Deus ainda estava no futuro, quando Paulo escreveu ( 58d.C). "Porque nós somos salvos pela esperança, mas esperança que se vê não é esperança: pois se o homem ver, por que se queixa ele ainda de esperar? Mas, se esperamos o que não vemos, então  com paciência o aguardamos. "(Vv. 24, 25) O tempo de espera para a adoção e redenção foi marcado pelos" gemidos que não poderiam ser ouvidos. "(V. 25) No entanto, os cristãos não foram ao desespero, sabendo que Deus faz todas as coisas para o bem daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (V. 28) Paulo concluiu, dizendo: "Porque os que dantes conheceu, ele os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, para que seja o primogênito entre muitos irmãos. Além disso aos que predestinou, a esses também chamou: e quem ele chamou a estes também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou "(vv. 29, 30).
A pergunta é: Há que tudo isso se refere? A maioria dos comentaristas interpretam essa linguagem em referência há algum tempo futuro, quando a criação física será maravilhosamente regenerada e livre dos efeitos do pecado e da morte e da maldição. Alguns gostam de acrescentar um momento em que toda a criação física será tão reordenadas e reconstituída até no reino animal e no mar  será feita essa restauração "lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará com o cabrito. "(Isaías 11:6) pode ser mantida essa interpretação de forma literal? Existe realmente um tempo no futuro em que Deus vai fazer um "novo céu e uma nova terra," onde todas as suas criaturas vivam em paz em harmonia? Por mais que tal esperança possa  inchar o peito dos homens, apreendemos que ele é obrigado a ser muito decepcionado em sua expectativa. As imagens utilizadas pelos profetas e falada por Paul apelam não às coisas físicas, mas para as coisas espirituais. A melhor vista é que Paulo está falando aqui sobre a justificação que vem espiritual e regeneração em Cristo, que judeus e gentios receberiam no momento da consumação em 70 dC, e não a reconstituição da terra física, em algum momento ainda remoto.
 
O espírito de escravidão e de Adoção
Várias coisas apontam para o contexto do primeiro século desta passagem. “Entre elas está a dicotomia entre o “espírito de escravidão” e “Espírito de adoção”. espírito de escravidão  refere-se à condição do homem da servidão sob a lei “," Espírito de adoção, refere-se ao novo estado do crente em Cristo. Este é claramente enunciado em Gálatas:
"E agora digo isto, que o herdeiro, enquanto ele é uma criança, nada difere de um servo, ainda que seja senhor de tudo, mas está sob tutores e curadores até o tempo determinado pelo pai. Assim também nós, quando éramos crianças, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos rudimentos do mundo, mas quando a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho aos seus corações, que clama: Aba, Pai. Por isso não são mais servo, mas filho; e se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo "(Gal. 4:1-7;.. Cf Hb 2:14, 15).
Estas passagens deixam claro que a dicotomia entre o "espírito de escravidão" e "Espírito de adoção" corresponde aos sistemas opostos da Velha e a Nova Aliança. Enquanto uma criança de pequena idade não conhece todos os direitos ou privilégios de seu estatuto de herdeiro da propriedade de seu pai, ele fica sob a supervisão de tutores nomeados por lei. Até que toda herança seja alcançada, a criança está livre das restrições impostas pela lei até entrar no pleno gozo da sua herança. A analogia de Paulo nos mostra a condição do homem da servidão sob a antiga lei é como uma criança de pequena idade; de maior idade, ele atribui à dispensação cristã quando a igreja atingiria "a um estado de homem perfeito, à medida da estatura da plenitude de Cristo.


Em Apocalipse 5.9-10 reinaremos em uma nova terra em Mateus 5.5 para ratificar o próprio Jesus falou o que foi revelado a João bem aventurado o manso, pois dele é a terra (nova terra) os Salmistas 37.29 Habitarão para sempre na nova terra Apocalipse 21... João vio o novo céu e nova terra ele mostra que não, mas haverá limites entre céu e terra será tudo misturado veremos o próprio Deus pois estaremos na nova Jerusalém!
Muitos estudiosos hoje ensinam que a expressão "novo céu e uma nova terra" é para ser tomado literalmente, e envolverá a futura destruição do céu e da terra existente pelo fogo. Na verdade, o novo céu e a nova terra se refere à mudança de aliança ocorrido na destruição de Jerusalém em  70 d.C. O termo não se refere ao fim dos tempos ou o fim do mundo, se refere ao fim do pacto! “O novo céu e a nova terra” é um termo de nova aliança.
Isaías e os Novos Céus e Nova Terra
Porque, eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá mais lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão. Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém uma alegria, e para o seu povo gozo. Isaías 65:17-18
Quando Isaías proclamou que o Senhor iria "criar novos céus e uma nova terra", ele estava descrevendo a Nova Aliança. Pois como já sabemos Deus já tinha feito os céus e terra físico a muito tempo atrás, não havia nessecidade de criar novamente concorda?
O livro de Isaías é um livro profético por tanto descarta a possibilidade dele está se referindo a os céus e terra físico. Profeticamente Isaías se dirigiu a aliança que seria em breve sancionada por Cristo Jesus. Observe que antes mesmo Isaías tinha profetizado a respeito de sua vinda a Israel como o messias esperado.
Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6
Mais adiante, seguindo uma ordem cronológica dos acontecimentos Jesus morre na cruz.
Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.Isaías 53:4-5
Então, encerrando a aliança mosaica a antiga dispensação o profeta que conhecia bem o termo declarou:
Porque, eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá mais lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão. Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio; porque eis que crio para Jerusalém uma alegria, e para o seu povo gozo. Isaías 65:17-18
Jeremias e a Idade Nova Aliança
O profeta  Jeremias também falou do tempo da correção como já vimos na epístola aos Hebreus  9:8-10
Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova “Novo céu e nova terra” com a casa de Israel e com a casa de Judá.Não conforme a aliança “ O céu e terra” que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porque eles invalidaram a minha aliança apesar de eu os haver desposado, diz o Senhor.Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Em fim, O novo céu e a nova terra não é uma futura substituição do planeta, O novo céu e a nova terra, é sinônimo de Nova Aliança e engloba a vida no Espírito proveniente da fé! Novos princípios, em verdadeira adoração, restauração da comunhão com Deus.

Palavras finais: Foi criado um pensamento muito diferente do que de verdade vai acontecer naquele momento quando o Senhor e a igreja vão se encontrar entre nuvens, vemos filme de ficção inversões de mentes cheias de ideias sem expiração de Deus, o apostolo explica com muita clareza como vai se suceder todos os fatos. Em relação aos fatos relacionados a cima fica claro que não tem muito que questionar o apostolo com muita clareza explica,agora devemos ser fiel ao contexto deste assunto para não criar uma ficção sobre este assunto.


COMO VC VIU, FIZ UMA VERDADEIRA INTERPRETAÇÃO DOS TEXTOS QUE VC CITOU, NÃO FIZ NENHUM QUESTIONAMENTO DAS PALAVRAS DO AP. PAULO, APENAS FIZ UMA EXPOSIÇÃO CORRETA DOS TEXTO CONSIDERANDO CONTEXTO E A DATA DAS EPÍSTOLAS, COISA QUE VC NÃO FAZ EM TEMPO NENHUM, VC LER A BÍBLIA E EXPÕE COMO VC ACHA E NÃO COMO ESTÁ ESCRITO. ISSO É NÍTIDO NA QUESTÃO DO FIM DO COSMOS! DEUS NUNCA DISSE QUE IRIA DESTRUIR A TERRA E VC DIZ QUE O AP. PAULO ENSINOU QUE SIM. ACREDITAR NO FIM DO COSMOS É CONTRADIZER AS ESCRITURAS!
FICA PROVADO QUE O SEU CONCEITO É HUMANO E TERRENO E SEU PENSAMENTO É UNIFICADO A QUALQUER PENTECOSTAL DISPENSACIONALISTA. EM NOME DE JESUS, SEJA HUMILDE PARA PERCEBER ISSO! MOSTRE AOS OUTROS MINISTROS DE SUA IGREJA E VEJA QUEM ESTÁ COM A RAZÃO? SE TIVER MAIS ASSUNTO PODE ME ENVIAR, ESTAREI HAVIDO PARA RESPONDER. GRAÇA E PAZ.

SOLI DEO GLORIA






terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Perfeição divina em duas criações

                                  


P
or John Noē


O Deus da Bíblia é o Deus da ordem e do design. Tudo o que ele criou, fê-lo com um plano, propósito, cronograma e precisão matemática. Para aqueles que têm olhos para ver, vão perceber que sua mão orientadora é evidente em cada parte de suas duas criações — do macro ao micro, o maior para o menor. Este atributo de Deus tem sido chamado o carimbo ou impressão digital da divindade. Decidimos chamá-lo simplesmente divina perfeição.
Problema teológico:
As diferentes criações faladas na Bíblia são: 
1) A criação física
2)A criação redentora.  

O primeiro é composto de átomos e moléculas. O segundo é composto por convênios. Ambos dramaticamente manifestam a perfeição divina. Infelizmente, a maioria dos cristãos e suas igrejas negam esse atributo da perfeição divina na criação redentora. Por falta de entendimento e até mesmo de ignorar as verdades Bíblica sobre a escatologia consumada Eles afirmam que o "tempo designado do fim" de Deus foi "adiado" Críticos afirmam que o Senhor Jesus se equivocou em fazer certas declarações como escrito em Mateus 16:27-28, Mateus 24:34...". Mas quem devemos acreditar — Deus e sua palavra divinamente inspirada ou em cristãos sem inspiração escravos do sistema religioso e denominacional?
O que a Bíblia diz: "Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará, se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará"
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.

Habacuque 2:3
Setecentos anos antes de Cristo, o Deus da Bíblia inspirou o antigo profeta Habacuque para escrever essas palavras (Habacuque 2:3). Muitos podem pensar que essa profecia ainda esteja em um plano de cumprimento e ai vemos o quanto eles são afeiçoados a seus achismos, é só ler o verso seguinte e observar que o fim que Habacuque relata é na verdade do fim pactual judáico! Onde a criação de Deus alcançaria a redenção pelo sangue de Cristo a última oferta em favor dos pecados do povo eleito. A justiça mediante a fé foi o anuncio das boas novas ministrada pelo o Ap. Paulo em cumprimento dessa profecia se cumprir! Escrevendo aos colossenses encontramos um registro importante "Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro." Colossenses 1:23 O Senhor já tinha falado sobre esse tempo a se cumprir e dispôs até de uma série de acontecimento que todos de sua geração vivenciariam.(Mateus 24:14)!



Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.

Habacuque 2:3
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.

Habacuque 2:3
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.

Habacuque 2:3
Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.

Habacuque 2:3
Isso tudo aconteceu, na hora certa! certamente veio esse fim com um plano, propósito, cronograma e precisão matemática. Isso é perfeição divina!

Seguir por e-mail

Comentários recentes